10 Táticas para Adaptar Seu Negócio ao Distanciamento Social

Diminua a curva

A pandemia da COVID-19 (coronavírus) trouxe tempos incertos para todo o mundo, incluindo donos de negócios. As pessoas estão recebendo informações de vários lugares, mas o distanciamento social é uma recomendação em comum para reduzir a contaminação pelo vírus.

O objetivo é reduzir e diminuir a curva para dar às organizações de saúde uma maior chance de oferecer cuidados às pessoas que necessitam.

10 táticas para adaptar seu negócio ao distanciamento social

Tanto negócios pequenos, como escritórios de contabilidade, quanto empresas de alto tráfego, como lojas, ou mesmo restaurantes e cafés, aqui estão 10 ações que você deve considerar para te ajudar a manter você mesmo, seus clientes e a comunidade a salvo.

  • informe clientes e funcionários sobre o distanciamento social;
  • evite contato físico direto;
  • adie eventos de larga escala;
  • substitua conversas ao vivo pelas virtuais;
  • permita o trabalho remoto;
  • crie rotinas flexíveis;
  • monte espaços físicos adicionais;
  • apoie-se em serviços on-line
  • reduza o manejo de dinheiro;
  • diminua o fluxo de clientes.

Vamos conhecer essas táticas para praticar distanciamento social.

1. Informe clientes e funcionários sobre distanciamento social

Primeiramente, dê a eles informação. Você pode verificar os dados oficiais do governo e da Organização Mundial da Saúde (OMS) para criar informativos e colocar em seu negócio para que todos saibam o porquê de ser necessário o distanciamento social. Além disso, mostre como funciona a transmissão do COVID-19.

2. Evite contato físico direto

O contato físico é a forma mais rápida e comum para vírus se espalharem. Faça o que puder para limitar contato físico entre as pessoas. Não deem aperto de mãos. Não se abracem. Encontrem outras formas de cumprimentar pessoas que envolvam nenhum tipo de contato.

3. Adie eventos de larga escala

A recomendação é que, quando se trata de cuidar da saúde pública, eventos de larga escala presenciais devem ser cancelados ou adiados. Aglomerações com mais de 10 pessoas não são recomendadas.

Músicos, igrejas e outros negócios que exigem participação devem considerar oferecendo seus serviços on-line. Pesquise no YouTube Live ou ViewSub, uma plataforma de streaming para eventos ao vivo.

4. Substitua conversas pessoais por virtuais

Ao invés de fazer reuniões cara a cara, organizem-se virtualmente. Na maioria dos casos, não é difícil substituir esses encontros por uma conferência de vídeo ou chamadas.

Escolha uma plataforma que vai se adequar às suas necessidades. Se é uma reunião pequena, Google Hangouts vai funcionar. Se você precisa organizar um webinar, tente o Microsoft Teams Live Events.

5. Permita trabalho remoto

Se os seus funcionários podem realizar seus trabalhos de casa, deixe-os. Facebook, Google, Twitter, Amazon e a própria GoDaddy são apenas algumas das companhias adotando esse modelo com o surgimento do coronavírus.

Para algumas áreas, o trabalho remoto ainda leva a um aumento de produtividade, então não se preocupe agora com a perda. A necessidade de muitas empresas de operar em times remotos também é uma oportunidade para usar menos recursos. Você não precisa ir a um escritório para obter um formulário ou relatório se você puder acessá-los de forma remota.

Encontre um servidor ou software que possa gerenciar as informação de seu negócio, assim você poderá ter pessoas trabalhando de qualquer lugar. Se você tem informações confidenciais, dados pessoais, de finanças ou de saúde, existem companhias que conseguem fazer a regulação de acesso.

Desta forma, você garante que eles estarão protegidos por meio de ferramentas de segurança confiáveis!

Se possível, peça a seus funcionários que usem a rede virtual privada (VPN) para acessar os servidores da empresa. Isso ajuda a prevenir hackers ao tentar interceptar o tráfego de seus colaboradores.

6. Crie rotinas flexíveis

Para funcionários que precisam estar fisicamente presentes, considere reorganizar as agendas. Assim, você poderá ter um número menor de colaboradores no local de trabalho a qualquer momento.

7. Monte espaços de trabalho adicionais

Se você tem um negócio que presta serviços fisicamente, como um restaurante, aumente a distância entre esses clientes. Por exemplo, você pode aumentar os corredores e criar mais espaço entre as mesas.

8. Apoie-se em serviços on-line

Se possível, faça a transição para trabalhos apenas on-line, para retirada ou remoto. Por exemplo, a Starbucks, nos Estados Unidos criou um modelo de comprar somente para retirada do pedido, para reduzir o tráfego de clientes.

Muitos restaurantes em várias partes do mundo estão migrando para modelos semelhantes, sem permitir que as pessoas consumam no local. Lojas também começam a adotar modelos similares.

Encoraje as pessoas a te ligarem ou usar o seu site para pedir produtos e pagar pela internet.

Depois você poderá ou enviá-los ou levá-los a seus carros quando eles passarem em sua loja. Inclusive, apps de delivery, como UberEats, Rappi e iFood criaram mecanismos para auxiliar esses estabelecimentos.

9. Reduza o manejo de dinheiro

Como medida temporária para lojas físicas, reduza ou elimine o dinheiro. Ao invés disso, use sistemas de pagamento digitais quando possível.

Considere PayPal, Venmo, Cash ou mesmo Apple Pay e Google Pay como uma maneira de evitar usar dinheiro.

10. Diminua o fluxo de clientes

Você também pode incorporar o distanciamento social ao reduzir o fluxo de clientes de alguma maneira. Por exemplo, você pode escolher servir apenas um por vez, ou organizá-los em um modo diferente de serviço, como criando um sistema de drive thru pela janela.

Conclusão

Mesmo que você não seja parte do grupo de risco, sua participação no distanciamento social pode — e vai — salvar vidas. Você pode não conseguir seguir todas essas estratégias, mas seja o mais ativo e consciente o possível.

Continue acompanhando o blog da GoDaddy Brasil!