Aprenda a Criar Um Blog Em 5 Passos

Entre no ritmo dos bloggers

Se você tem vontade de começar um blog para o site do seu negócio, já deu o primeiro passo — saber que conteúdo é essencial para o seu sucesso on-line. Quando aprender  a criar um blog, verá que ele é uma ferramenta incrível para ajudar a atingir uma grande variedade de objetivos para o seu negócio, incluindo:

  • aumento de vendas e leads;
  • engajamento com clientes;
  • criação de autoridade da marca em sua indústria;
  • crescimento do tráfego do site;
  • impulsionamento dos rankings orgânicos e em SEO.

O ato de criar conteúdo, no entanto, não é o que leva a essas mudanças. Ser direto sobre tópicos, fazer uma boa escolha de plataforma e otimizar o conteúdo para os mecanismos de busca vai te permitir a alinhar objetivos do negócio com o conteúdo de uma forma que seja, ao mesmo tempo, efetiva para aumentar as vendas e o tráfego.

Aprenda a criar um blog: um passo a passo

Quando estiver planejando começar seu blog e escrever seu primeiro grande post, há algumas práticas que deve levar em consideração. Elas oferecem uma abordagem sistemática para criar um ótimo conteúdo.

  1. forme uma base sólida;
  2. se ajuste às práticas SEO para ter sucesso;
  3. crie conteúdos de valor;
  4. promova o seu conteúdo;
  5. analise os seus esforços.

Se você quer que começar um blog comercial, faça-o da forma certa desde o primeiro momento. Siga estes passos para garantir que ele esteja preparado para o sucesso.

1. Forme uma base sólida

Não digite nada, ainda. O primeiro passo em blogs comerciais é não colocar a caneta no papel — ou dedos no teclado — enquanto estiver na fase de planejamento. Comece com a escolha pela melhor plataforma para o seu blog. Enquanto existem várias opções disponíveis para você, WordPress é sempre minha recomendação.

Por ser o sistema de gerenciamento de conteúdo — Content Management System (CMS) — mais popular no mundo, usado por mais de 65 milhões de sites, você tem acesso para uma quase ilimitada quantidade de fontes. 

Se você não sabe o que algo significa, ou como configurar determinada função, uma simples busca no Google vai trazer centenas de resultados, incluindo fóruns, tutoriais e vídeos. Tenha em conta que os usuários do WordPress têm a opção de possuir um site gratuito ou pago:

  • Gratuito — blogdoroberto.wordpress.com;
  • Paid — blogdoroberto.com.

Como dono de um negócio, você deve sempre registrar o seu domínio em um provedor de hospedagem como a GoDaddy. A companhia também oferece hospedagem do WordPress com gerenciamento, incluindo a Quick Start Wizard, que te permite configurar o seu blog de forma fácil e rápida — ainda que você tenha pouco conhecimento, a princípio.

 

Se você já tem um site que é hospedado no WordPress, você está um passo mais próximo de formar essa base. Você irá simplesmente precisar fazer a configuração do seu blog, o que, se você ainda não sabe como, um desenvolvedor contratado ou freelancer pode resolver para você.

Se você não está usando WordPress, eu recomendo considerar fazer a troca. Como dono de um negócio, as suas fontes, plugins, integrações e parcerias com outras grandes marcas, como a WooCommerce, vão fazer a sua vida muito mais fácil. Você também deve evitar ter um blog que é separado do seu site, pois o sua página de produtos ou serviços irão perder todo esse tráfego adquirido.

2. Se ajuste às práticas SEO para ter sucesso

Seguir as boas práticas para otimização das ferramentas de busca — Search Engine Optimization (SEO) — é essencial para todo blog comercial. Com as orientações corretas em seu devido lugar, os mecanismos conseguem encontrar, rankear e indexar seu blog. Assim, quando as pessoas estão buscando por tópicos relacionados, seu site irá aparecer.

Lembre-se: um dos benefícios de ser blogger é aumentar o tráfego do seu site.

Entretanto, uma vez que você aprenda a criar um blog, simplesmente escrever posts não vai te dar aquele aumento no tráfego. SEO precisa ser o ponto focal do seu blog e de todo post que você publicar.

Isso leva a outro benefício de trabalhar com o WordPress: plugins. Eles expandem a funcionalidade do seu site e, em muitos casos, lidam com grande parte das questões técnicas, de modo que você não precisa aprender os detalhes. Quando se trata do SEO para seu blog, os seguintes plugins irão se certificar de que você esteja pronto para o sucesso!

Google XML Sitemap

Esse é o primeiro passo para garantir que o Google pode encontrar seu blog. Com o seu mapa do site enviado, o Google vai conseguir revisar o seu site regularmente à procura de conteúdos novos para indexar (apenas conteúdos indexados podem ser encontrados pelo Google).

Yoast SEO

Este é um plugin essencial porque faz toda a otimização técnica. Você pode usá-la gratuitamente ou pagar a versão Premium por algumas funcionalidades extras. Quando publicar, o Yoast também te dá dicas de otimização para cada post, para que você consiga se certificar de que está pronto para ser encontrado.

Para instalar plugins pelo menu de “Plugins”, vá para “Instalar Novo” e, depois, selecione “Inserir Plugin”. Aqui, você irá inserir a pasta que foi baixada do site do plugin ou da página do WordPress.

2. Crie conteúdos de valor

Existem muitas coisas envolvidas na criação de conteúdo de valor, que chega a um segundo lugar acirrado depois do SEO quando se trata de sua importância para blogs comerciais. Confira o que precisa saber.

SEO de nível superior

Conteúdo de valor começa com a pesquisa de palavras-chave de SEO, que irá direcionar os seus esforços do conteúdo e garantir que seus posts serão encontrados nas ferramentas. Comece com a compilação de uma lista de palavras-chave que se relacionam ao seu negócio e ao conteúdo que planeja criar, uma vez que aprenda a criar um blog. Por exemplo, palavras-chave para produtos de limpeza doméstica natural podem ser:

  • produtos de limpeza naturais;
  • produtos de limpeza orgânicos;
  • spray de cozinha caseiro;
  • como fazer seu próprio spray de limpeza.

Para conseguir essas palavras-chave, apenas pense sobre o que o seu negócio faz — você pode já ter essa lista para o seu próprio site e também usá-la para o seu blog. 

Ponha essas palavras em uma ferramenta como o Moz or Google Keyword Tool para conseguir uma lista dos termos de maior rankeamento (mais pesquisadas) sobre esses tópicos.  

Com o exemplo anterior, eu posso usar a palavra-chave “produtos de limpeza naturais” e colocá-la no título “Produtos de Limpeza Naturais: Conheça Os X Mais Usados”. 

Faça isso com todos os termos mais buscados para o seu negócio, criando uma variedade de títulos para cada. Eventualmente, você provavelmente terá de 20 a 30 grandes palavras-chaves, com alguns títulos para cada, que servirão como seu ponto de partida.

O passo final assim que você aprenda a criar um blog é colocar a sua palavra-chave nos lugares certos dentro do próprio post. Isso inclui:

  • URL;
  • o começo do título (como feito acima);
  • o primeiro e último parágrafo;
  • naturalmente alocado no meio do texto;
  • no atributo alt das imagens adicionadas;
  • em pelo menos um subtítulo;
  • na meta-descrição.

O plugin Yoast vai te dizer o que você precisa melhorar em SEO em cada post, então não se esqueça de fazer a instalação

Calendário de conteúdo

Quando a sua pesquisa de SEO estiver feita, você pode criar um calendário de conteúdo. Isso é como um mapa para as publicações — o qual você pode atualizar cada mês, trimestre ou ano — e deve sempre incluir ideias de artigos para cada mês. Depois que aprenda a criar um blog e estiver na hora de escrever um post, apenas olhe para o seu calendário de conteúdo para determinar o que precisa escrever.

Para desenvolver essa importante ferramenta de blog, considere a variedade de fatores: 

  • sazonalidade — alguns temas específicos seriam melhores para o verão ou inverno? Para alguns negócios, isso é bastante importante. Para outros, não deve ser levado em conta; 
  • linha do tempo — o seu negócio está relacionado a eventos grandes ou feriados? Planeje conteúdos específicos para essas épocas do ano para capitalizar em cima do aumento de interesse;
  • conteúdos atemporais — o que você pode criar que é válido em qualquer época e pelos vários anos por vir? Faça alguns desses no meio do mês; 
  • concorrência — do que a sua concorrência está falando? Quais tipos de conteúdo estão criando? Se eles fazem muitos infográficos que sempre conseguem engajamento e compartilhamento, talvez você precise adicionar alguns ao seu calendário.

Coloque toda essa informação no calendário de conteúdo. Crie abas para cada período para deixar mais organizado e separe cada um dos meses.

Frequência de publicação

O próximo passo é determinar a frequência de publicação no blog. Uma análise do Hubspot encontrou uma verdade simples — quanto mais você publica, mais tráfego gera. “Companhias que publicaram mais de 16 posts por mês conseguiram quase 3.5 vezes mais tráfego que outras que publicaram entre 0 e 4 poststhat published 16+ blog posts”.

Antes de você sair publicando todo post que você consiga, lembre-se de dois detalhes importantes:

  • qualidade ganha da quantidade — produzir 16 posts quase crus cada mês não vai gerar um grande salto de tráfego porque o Google irá ver que o conteúdo não tem valor;
  • seus objetivos são são de máxima importância — se o seu objetivo é gerar tráfego, então, sim, foque-se em uma produção de grande volume. Porém, se prefere gerar leads de qualidade que irão converter, seria mais interessante publicar menos e focar na criação e marketing daqueles que estão convertendo seus visitantes.

Formatação do post

O passo final é formatar seus posts para encorajar as pessoas a permanecerem na sua página, compartilhar seu conteúdo e engajar com sua marca. Existem algumas dicas para ter em mente: 

  • deixe-o fácil de ler — postagens de blog devem ser escaneáveis, o que significa que as pessoas podem ler e digerir o conteúdo rapidamente e com facilidade. Para fazer isso, use tópicos sempre que possível e adicione subtítulos para organizar o conteúdo;
  • seja social — opções de compartilhamento em redes sociais devem ser fáceis de achar. Use uma ferramenta como o Shareaholic para adicionar botões de compartilhamento flutuantes em cada post;
  • evite densidade — parágrafos devem ser curtos, com imagens e vídeos para quebrar o texto. Inclua imagens que adicionam valor ao conteúdo, como gráficos, tabelas e visuais impactantes.

Tenha em mente que você não pode usar qualquer foto que encontra on-line, pois a maioria não está disponível em domínio público gratuitamente. Mas, existe uma variedade de sites que oferecem fotos gratuitas, incluindo Unsplash and Pixabay. Use esse guia para usar imagens de bancos para que aprenda a criar um blog.

4. Promova, promova, promova

Uma vez criado o conteúdo, é hora de promovê-lo para seu público. Se você está colocando empenho em criá-los, quer garantir que estão sendo vistos.

Compartilhe cada novo post nas suas plataformas sociais (Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest, etc) e não se esqueça de mandar e-mails pelo menos uma vez ao mês, para que seus clientes e inscritos saibam que está no ar.

Você pode usar uma ferramenta de agendamento gratuita, como o Hootsuite, para organizar todos os seus compartilhamentos da semana, ao invés de postar cada um individualmente — o que é uma perda de tempo desnecessária. Apenas se certifique de checar no meio da semana e engajar com os seguidores que estão comentando e compartilhando.

5. Analise seus esforços

Finalmente, passe um tempo cada mês ou trimestre analisando o que funcionou e o que não. Comece com a criação de uma conta no Google Analytics (GA) e siga as instruções. Depois, conecte seu blog na conta — o plugin do Yoast te ajuda a fazer isso, ou você pode usar outras opções de plugins como o Google Analytics Dashboard.

Uma vez instalado, você poderá ver tudo, desde o tráfego geral até quais fontes estão gerando mais visitantes, quais posts estão convertendo a maioria dos leitores e muito mais.

Os status que você deve seguir vão depender dos seus objetivos e devem incluir: 

  • tráfego total;
  • tráfego orgânico total;
  • tempo de permanência na página;
  • principais fontes de tráfego;
  • posts mais visitados.

Mantenha esses dados em uma planilha — eu gosto de usar o Google Sheets, pois podem ser atualizadas e compartilhadas com outras pessoas regularmente. Use a informação que você encontrar para guiar seu calendário de conteúdo, repetindo o que funcionou e eliminando o que não.

Comece hoje

Uma vez que aprendeu a criar um blog, não há melhor momento para começar. Entre no WordPress e configure a hospedagem, se já não tem um site hospedado na plataforma. Construa sua base e crie um plano para começar a produzir conteúdos de alta qualidade que gerem leads, impulsionem sua marca e aumentem o tráfico geral.

Logo, você será um blogger profissional, com uma grande nova ferramenta para impulsionar seu negócio.

Para mais dicas como esta, leia mais artigos no blog da GoDaddy Brasil!

Jessica Thiefels
Jessica Thiefels has been writing and editing for more than 10 years and spent the last five years in marketing. She recently stepped down from a senior marketing position to focus on growing her own startup and consulting for small businesses. She's been featured on Forbes and has written for sites such as Lifehack, Inman, Manta, StartupNation and more. When she's not working, she's enjoying sunny San Diego with her husband and friends or traveling somewhere new. Follow her on Twitter @Jlsander07.