Códigos de Erros HTTP — Lista dos Principais Erros HTTP

Entenda o que deu errado!

Ao entrar em uma página na internet, é possível que, por não carregar corretamente, ela mostre alguma sequência numérica acompanhada por uma mensagem. Muitos não sabem qual o problema, pois não conhecem os códigos de erros HTTP e o que eles significam. 

Saber o que cada número representa é importante, pois caso o seu site apresente alguma interferência na hora de carregar, é mais fácil identificar o que está causando esta situação e a melhor forma de resolvê-la e fazer a página carregar dentro da normalidade. 

Veja só a lógica por trás dos códigos e como identificar o problema!

O que são os status HTTP?

Antes de saber quais são os códigos de erros HTTP, é preciso entender o que é esse status. A sigla significa Hypertext Transfer Protocol — Protocolo de Transferência de Hipertexto, em português — e é referente à troca de informações entre os servidores e navegadores quando alguém tenta abrir uma página.

É comum encontrar, ainda, a sigla HTTPS, que tem a mesma função do protocolo anterior, mas com o certificado de segurança SSL (Security Sockets Layer). Ele é essencial para lojas virtuais, uma vez que garante maior transparência para efetuar as transações.

Como identificar os códigos de erros HTTP?

Quando se trata dos códigos de erros HTTPs, existem cinco categorias que dividem as sequências numéricas de três dígitos. Cada uma delas diz respeito a um tipo de problema encontrado no carregamento da página. 

As mensagens aparecem em inglês e, portanto, é importante saber o que significam para identificar as ações necessárias. São elas:

1XX: Informativo

Serve para informar o usuário que a solicitação de acessar a página foi aceita e o processo de carregamento está em andamento. Os códigos mais usados são:

  • 100 – Continue (continua);
  • 101 – Switching Protocols (mudando os protocolos);
  • 102 – Processing (processando).

2XX: Confirmação

Quando a solicitação foi não apenas aprovada, mas também concluída, a página irá lançar códigos que confirmem a ação. Por exemplo:

  • 200 – Ok; 
  • 201 – Created (criado);
  • 202 – Accepted (aceito);
  • 203 – Non-Authoritative Information (informação não autorizado);
  • 204 – No Content (nenhum conteúdo);
  • 205 – Reset Content (resetar conteúdo);
  • 206 – Partial Content (conteúdo parcial).

3XX: Redirecionamento

Nesse caso, a sua solicitação foi aprovada, mas precisa de uma ação extra para poder abrir a página acessada.

  • 300 – Multiple Choices (múltipla escolha);
  • 301 – Moved Permanently (movido permanentemente);
  • 302 – Found (encontrado);
  • 303 – See Other (veja outro);
  • 304 – Not Modified (não modificado);
  • 305 – Use Proxy (use proxy);
  • 306 – Proxy Switch (proxy trocado).

4XX: Erro do Cliente

Esta é uma das categorias de códigos de erros HTTP que mais aparecem ao solicitar acesso. As sequências numéricas informam que houve algum tipo de erro pois a ação que o usuário quer executar não pode ser realizada.

  • 400 – Bad Request (solicitação inválida);
  • 401 – Unauthorized (não autorizado);
  • 402 – Payment Required (pagamento necessário);
  • 403 – Forbidden (proibido);
  • 404 – Not Found (não encontrado);
  • 405 – Method Not Allowed (método não permitido);
  • 406 – Not Acceptable (não aceito);
  • 407 – Proxy Authentication Required (autenticação de proxy necessária);
  • 408 – Request Time-out (tempo de solicitação esgotado);
  • 409 – Conflict (conflito);
  • 410 – Gone (perdido);
  • 411 – Length Required (duração necessária);
  • 412 – Precondition Failed (falha de pré-condição);
  • 413 – Request Entity Too Large (solicitação da entidade muito extensa);
  • 414 – Request-URL Too Large (solicitação de URL muito longa);
  • 415 – Unsupported Media Type (tipo de mídia não suportado);
  • 416 – Request Range Not Satisfiable (solicitação de faixa não satisfatória);
  • 417 – Expectation Failed (falha na expectativa).

5XX: Erro do Servidor

Quando os códigos de erros HTTP começam com o número cinco, significa que o servidor não foi capaz de acessar a página. Isso acontece mesmo quando ele tem todos os dados necessários para abri-la, geralmente por conta de alguma falha. As sequências numéricas que aparecem nesses casos são:

  • 500 – Internal Server Error (erro do servidor interno);
  • 501 – Not Implemented (não implementado);
  • 502 – Bad Gateway (porta de entrada ruim);
  • 503 – Service Unavailable (serviço indisponível);
  • 504 – Gateway Time-out (tempo limite da porta de entrada);
  • 505 – HTTP Version Not Supported (versão HTTP não suportada).

Como resolver os erros HTTP?

Os códigos sinalizados com os números 4 e 5 significam que há algo errado no processo de acesso ao seu site. Podem ser diversas as causas do erro, mas, em geral, existem alguns elementos que costumam ser os maiores vilões nesse aspecto. São eles:

  • URL: quando mal digitada ou deletada, é possível que o usuário tente acessar o endereço antigo e, então, não conseguirá carregar o conteúdo desejado;
  • plug-ins e temas: caso estejam desatualizados, podem prejudicar no carregamento da página. Lembre-se de manter o WordPress atualizado sempre;
  • script: quando o HTML está danificado, é possível que não seja possível abrir o site desejado.

Gostou de conhecer os principais códigos de erros HTTP? Então leia mais artigos aqui no blog da GoDaddy Brasil!

Isabela Guiaro
Isabela Guiaro é jornalista e Analista de Conteúdo na Agência Mestre. Pós-graduada em Globalização e Cultura, é apaixonada por estudos relacionados à cultura latino-americana e pelo idioma espanhol, além de saber até demais sobre as indústrias musical e cinematográfica da América Latina. Conecte-se com Isabela pelo Twitter.