Como Começar Um Negócio Lucrativo De Forma Fácil

Do 0 à criação da empresa

Você sabe como começar um negócio? A busca pelo empreendedorismo tem crescido cada vez mais no Brasil, de modo que em todo o país encontramos pessoas que desejam comandar a sua própria empresa.

Segundo uma pesquisa da Serasa Experian, o mês de janeiro de 2021 registrou 312.462 aberturas de registros de microempreendedores individuais (MEIs). Isso é 21% a mais em relação ao mesmo período de 2020, assim como também é o maior número histórico desde 2010.

Para muitos especialistas, isso tem uma relação direta com a pandemia, já que muitas pessoas ficaram desempregadas e encontraram uma oportunidade de renda abrindo a sua própria empresa. Porém, essa é uma tendência que já vinha crescendo no Brasil.

O mesmo levantamento mostra os dados de abertura de MEIs desde 2010 e, com essas informações, é possível entender que este crescimento tem sido gradual a partir de 2016 — um ano após a primeira e única queda no número de registros em relação ao ano anterior desde 2010.

Então, se você está tentando entender como começar um negócio lucrativo e não sabe por onde começar, continue lendo este artigo para entender alguns dos pontos principais para se tornar um empreendedor de sucesso!

Saiba como criar um negócio lucrativo

Afinal, por onde começar a empreender? O que é preciso fazer para ter uma empresa?

Se você tem pouca experiência no mundo dos negócios, provavelmente pode se sentir perdido no meio do caminho. Mas, não se preocupe. Alguns dos principais passos que devem fazer parte da sua jornada empreendedora são:

  • defina o tipo de produto ou serviço;
  • faça uma análise da concorrência e do mercado;
  • escolha entre os modelos físico, digital ou os dois;
  • priorize a regulamentação legal da empresa;
  • comece a trabalhar na sua presença on-line.

Leia abaixo para entender como começar um negócio lucrativo!

Defina o tipo de produto ou serviço

Não basta simplesmente ter vontade de abrir uma empresa, mas também saber o que você quer fazer. Afinal, você precisa vender um produto ou serviço. 

Existem muitas ideias de negócios lucrativos para quem quer trabalhar em casa, ou mesmo de produtos para quem busca o que vender para ganhar dinheiro na internet. Em todo caso, o mais recomendado é que você primeiro busque fazer algo pelo que você se interesse e depois avalie se é uma boa ideia.

Para chegar ao serviço ou produto ideal, pense nas seguintes questões:

  • você tem algum talento?;
  • realiza algum hobby que é comercializável?;
  • trabalha em uma área específica e deseja sair do seu emprego para criar seu próprio negócio?;
  • tem interesse por algum tipo de empresa específico?

Todas essas perguntas podem acabar te guiando até a escolha do produto ou serviço perfeito.

Faça uma análise da concorrência, do público e do mercado

Depois de ter a sua grande ideia, é preciso saber de três coisas: 

  • primeiro, se é um modelo de negócio viável do ponto de vista mercadológico;
  • segundo, quem são os seus compradores em potencial, ou seja, o público-alvo;
  • terceiro, como os seus futuros concorrentes se comportam e de que maneira eles conseguem captar esse público.

Para entender se o mercado está aberto ao produto ou serviço que você comercializar, existem dois caminhos principais:

  • entender se já existe alguém que comercializa a mesma coisa — ou algo similar, pelo menos;
  • em caso negativo para o ponto anterior, avaliar e fazer pesquisas para compreender se existe uma lacuna no mercado e se as pessoas têm o desejo de obter o que você iria oferecer.

Saber o seu público alvo é muito importante antes do desenvolvimento do produto, mas também depois. Isso vai te ajudar a definir as estratégias de divulgação e até segmentação no marketing digital. Para começar a encontrar a sua persona, pense em características que possam fazer parte do perfil do seu cliente ideal, como:

  • gênero;
  • faixa etária;
  • geolocalização;
  • classe social;
  • profissão;
  • gostos pessoais, etc.

Por fim, é importante saber como os seus concorrentes em potencial se posicionam no mercado. Entenda:

  • quais são suas estratégias de marketing;
  • o tom de voz;
  • preço e margem de lucro, entre outros.

Escolha entre os modelos físico, digital ou os dois 

Há alguns anos, quando se falava em como abrir um negócio, a primeira coisa que vinha na cabeça das pessoas era alugar um espaço e colocar uma loja, ou algo nesse sentido. Hoje em dia, já não funciona dessa forma.

Para ter uma empresa de sucesso, você também tem a opção de criá-la inteiramente no âmbito digital, sem a necessidade de ter um local físico. 

Mas, só para constar, decidir criar um estabelecimento presencial não quer dizer que não precise do digital, ok? Nesse caso, é importante ter os dois para aumentar o seu potencial de atendimento e captação de clientes.

Priorize a regulamentação legal da empresa 

Não se esqueça que, para existir do ponto de vista legal, é preciso regularizar a documentação que permite a execução de atividades comerciais. Ou seja, priorize o registro do seu MEI o quanto antes. Esse é o tipo de CNPJ ideal para pequenos empreendedores que ainda estão começando as atividades e têm um faturamento baixo.

Lembrando que possuir uma empresa registrada é essencial para fazer a comercialização de produtos e serviços. Afinal, é isso que possibilita a emissão de notas fiscais — e, para reforçar, não emiti-las é considerado crime de sonegação, certo?

Comece a trabalhar na sua presença on-line

Como dito anteriormente, não importa se você vai ter um espaço físico, é preciso ter uma presença on-line. Então, comece algumas ações que são cruciais para que os consumidores que navegam na internet possam encontrar seus produtos ou serviços. As principais delas são:

  • cadastro no Google Meu Negócio;
  • criação de um site de vendas ou de apresentação dos serviços;
  • perfis nas redes sociais mais usadas pelos seus públicos;
  • estratégias de marketing, como Inbound;
  • realização de anúncios para aumentar a visibilidade.

Gostou de saber como começar um negócio? Agora veja como manter uma empresa lucrativa em temporadas de vendas!

Isabela Guiaro é jornalista e Analista de Conteúdo na Agência Mestre. Pós-graduada em Globalização e Cultura, é apaixonada por estudos relacionados à cultura latino-americana e pelo idioma espanhol, além de saber até demais sobre as indústrias musical e cinematográfica da América Latina. Conecte-se com Isabela pelo Twitter.