Como Criar Uma Marca de Sucesso? Receita #2

Dicas para alcançar o topo!

Então, você está com fome de começar seu próprio negócio — e Harry Redknapp, da GoDaddy, está mostrando a receita para uma marca de sucesso.

Na Receita #1 desta série, analisamos algumas das principais decisões que você precisa tomar ao configurar um negócio on-line.

Logo no início é preciso pensar sobre o caráter do seu negócio. Isso se reflete em seu nome, suas instalações físicas (se você tiver) e no estilo do seu site. Todos esses ingredientes são misturados à sua marca.

Assando sua marca

Jeff Bezos (sabe, o cara mais rico do mundo — fundador da Amazon — sim, ele) disse: “Sua marca é o que as outras pessoas dizem sobre você quando você não está na sala.”

Um negócio depende da sua reputação. Se você é um empreendedor solo ou lidera uma pequena equipe, como uma startup, essa será sua reputação pessoal.

Você pode pensar que sua reputação está além do seu controle, já que é algo que os outros pensam de você — e está certo, até certo ponto. Mas, você pode influenciar o que eles pensam mesmo antes de te conhecerem.

Branding é o trabalho feito para influenciar essa reputação e o que as pessoas pensam — e, portanto, dizem — sobre o seu negócio.

Sua empresa pode projetar uma imagem à frente de si mesma — e isso é algo que você pode controlar — por meio de seu site, domínio, mídias sociais e marketing de conteúdo.

Cozinhando uma marca brilhante

Você conhece o velho ditado sobre nunca ter uma segunda chance de causar uma primeira impressão? Bem, na internet isso é mais verdadeiro do que nunca.

Um dia, você provavelmente será informado de que um site tem entre sete e 15 segundos para conquistar um usuário. Se você não tem a atenção deles até então, eles apertaram o botão “voltar” e somem.

Ninguém vai conseguir ler muito do seu texto nesse tempo e nem rolarão a tela até o final. Eles vão ter uma primeira impressão e, se não gostarem, acaba aí.

Por isso, é de suma importância que seu website esteja perfeito à primeira vista. Assim, os usuários podem ver rapidamente que estão no lugar certo.

Muito disso se resume à imagem que você quer projetar.

Para dar à sua empresa a melhor chance, crie sua marca da maneira certa desde o início!

Você precisa decidir sobre a voz de sua marca.

1. Criando a voz de sua marca

A voz da sua marca é como você comunica a sua personalidade. É útil criar algumas diretrizes para você, para garantir que o conteúdo criado permaneça consistente, seja em sua loja, em seu feed ou em seu website.

A chave da voz da marca é ser consistente e representar bem o seu negócio em todos os momentos.

Portanto, pense nos termos que você usaria para descrever a personalidade do seu negócio (sinta-se à vontade para perguntar a amigos e clientes sobre isso). Quais palavras ou frases você gostaria que as pessoas associassem à sua empresa?

Veja alguns exemplos:

  • autêntico: os clientes confiam em você, na sua empresa e que você respeita seus princípios;
  • conhecedor: demonstra sua experiência em tudo que faz;
  • amigável: você é acessível e é um prazer fazer negócios com você.
  • Você precisa garantir que a voz da sua marca reflita esses atributos positivos.

Como você faz isso?

  • autêntico: mantenha um tom realista. Explique as coisas claramente, não seja vago e não prometa demais;
  • conhecedor: não cegue pessoas com ciência, explique em termos que possam entender;
  • amigável: é mais do que apenas ser educado, é fazer uma conexão genuína com as pessoas.

Apenas manter alguns termos como esse em mente pode ajudá-lo a alcançar um tom positivo e produtivo em tudo que você faz — de todos os e-mails enviados a cada parte do conteúdo que você coloca no seu website.

2. Seu delicioso logotipo

Seu logotipo é a cobertura do bolo da sua empresa. Não é apenas o nome pelo qual você quer que as pessoas o conheçam, é sua imagem, seu ethos, suas esperanças e sonhos para o seu negócio. Como a cobertura do lado de fora de um bolo, ele será a primeira coisa que os clientes em potencial veem. Se não parecer apetitoso, será a única coisa que eles verão.

É muita responsabilidade por algumas palavras em um cartão de visita ou na lateral de uma van.

Mas também é uma oportunidade.

Construir o seu logotipo é tão importante quanto escolher o nome da sua empresa.

Você pode pensar que é a melhor pessoa para arquitetar isso e pode até estar certo, se você conhece sobre RGBs, CMYKs, JPEG e PNG.

Se não, valeria a pena ter um designer a bordo. Sim, isso vai custar — mas, possivelmente, não tanto quanto você pensa, especialmente se você tem uma ideia detalhada do que quer de antemão.

Então, como você chega ao ponto em que sabe o que quer?

Bem, você fez sua pesquisa de mercado para saber quem são seus clientes e o que os motivará a comprar. Use esse conhecimento e junte na receita para criar o seu logotipo.

  • pesquise: conheça e entenda outros logotipos de empresas. É melhor evitar empresas que fazem o que você faz e, em vez disso, se concentre em organizações que compartilham seu ethos;
  • pense: pense nas palavras relacionadas ao seu negócio. Pense no que você faz e por que faz. Essas palavras comunicarão as informações e a sensação de que você deseja que seu logotipo se comunique;
  • moodboard: monte uma coleção de cores, texturas e estilos que você considera adequados ao seu negócio. Isso vale para sua vida, seus interesses, seus filmes favoritos — qualquer coisa que você se sentir confortável em representar seu negócio em um logotipo;
  • fonte: existem, basicamente, dois tipos de fonte, as com serifa e sem serifa.

Como criar uma marca de sucesso? Receita #2

Dentro disso que citamos acima existem, ainda, literalmente milhares de opções.
Então, escolha alguns que você acha adequados à sua marca e deixe seu designer trabalhar com eles.

  • pense grande: seu logotipo precisará trabalhar em diferentes tamanhos, de um cartão de visita, para sinalização de loja, para um site, etc;
  • dica profissional: se você for um grande fã de fontes cursivas, curvas que pareçam amigáveis ​​em um cartão de visita, pense em como elas parecerão com três metros de largura na frente de sua loja.

E não se esqueça de que, depois de apresentar seu briefing ao designer, esteja preparado para que ele ofereça sua experiência. Este pode ser seu primeiro logotipo, e pode ser seu centésimo. Então, seja educado com seu feedback.

Uma fatia da torta de outra pessoa

Não leve o logotipo de alguém para um designer e diga “Dê-me um desses”. Nos negócios, a imitação não é bacana.

Em primeiro lugar, se o seu logotipo se assemelha ao de outra empresa, isso anunciará essa outra empresa em vez da sua.

Copiar um logotipo reflete bem na outra empresa e reflete mal em você.

Em segundo lugar — e mais importante — você simplesmente não pode roubar a propriedade intelectual de outra empresa. Seu logotipo provavelmente será registrado e infringir uma marca registrada é um erro grave e caro.

Assim, uma vez que seu designer retirou seu novo logotipo de dar água na boca do forno, é hora de dar um gostinho ao mundo, colocando-o em seu site.

3. Aquecendo sua marca on-line

Um site é uma ótima maneira de promover seu negócio, estabelecer seus valores e aumentar sua identidade de marca.

Ao contrário dos anúncios de TV, de imprensa ou outdoors, um site é algo que você pode construir a um preço acessível.

Seu site pode ser o coração da sua empresa, conectando você diretamente aos clientes e a sites de mídia social, como Facebook e Twitter, que, por sua vez, conectam você a ainda mais clientes.

Ter um site excelente, bem escrito e responsivo, além de uma presença vibrante nas mídias sociais, é a forma como você mostra aos clientes em potencial que você é legítimo.

4. Aposte nas redes sociais

Você talvez nem pense no Facebook, no Twitter e em outras plataformas sociais como locais para comercializar um negócio, mas eles são absolutamente importantes.

Ter seu próprio website e criar uma rede de conexões sociais em torno dele te ajuda a uma marca muito melhor para você.

Aqui estão algumas coisas que você pode fazer pela sua empresa — por conta própria — independentemente das suas habilidades com o computador. Essencialmente, é hora de se tornar social.

O mix de mídias sociais

O uso mais eficaz das mídias sociais para uma pequena empresa é criar postagens que pareçam mais conversacionais e menos comerciais.

Então, você precisa de um mix de posts — alguns sobre sua marca, seu ethos, histórico, personagem, etc.

Outras postagens podem ser sobre assuntos relevantes para sua empresa — como notícias interessantes, até mesmo sobre outras empresas e organizações que compartilhem seu ethos. Em seguida, pode polvilhar com posts mais abertos do tipo “compre meu produto”.

Geralmente, é sensato misturar esses tipos de forma igual:

A regra é:

  • ⅓ de suas postagens sobre sua marca pessoal;
  • ⅓ de suas postagens sobre sua área de especialização;
  • ⅓ dos seus posts promovem abertamente o seu negócio.

Os prós

Configurar suas mídias sociais — como a página do Facebook da sua empresa — é uma ótima maneira de direcionar os usuários de volta ao seu site e interagir com os clientes em potencial. É uma maneira de ficar em sintonia com seus gostos, ter uma ideia sobre o que mais seus clientes estão interessados ​​e oferece uma maneira de contatá-lo diretamente.

Não se limite apenas a uma plataforma. Bem, você certamente quer sua marca está disponível em todos os lugares possíveis para ajudar a atrair clientes de várias maneiras, certo?

Então, investigue as outras redes sociais. Se o seu negócio é particularmente visual, o Instagram pode atendê-lo bem. Se você está trabalhando com outros profissionais, como um negócio B2B, o LinkedIn pode valer a pena.

Há audiências totalmente diferentes para as plataformas existentes. Apostar nas maiores significa que você terá acesso aos maiores públicos, mas isso também significa que você enfrentará a maior concorrência. Então, o caminho óbvio pode não ser o melhor caminho para você. Como sempre: faça sua pesquisa.

Seja qual for a plataforma que você decidir usar, selecionamos algumas das técnicas que podem te ajudar a garantir que os usuários cheguem até você.

  • faça amigos: conecte-se com as pessoas, tanto no sentido virtual quanto no humano. Discuta as coisas com as quais as pessoas se importam. Seja amigável;
  • adicione algo: dê informações e insights. Ofereça soluções para os problemas dos clientes e compartilhe links quando outras empresas relevantes fizerem o mesmo;
  • seja digno: você tem o direito de esperar ser tratado com respeito e terá mais chances de ganhar isso se tratar os outros dessa maneira primeiro;
  • seja exigente: não bombardeie seus seguidores com conteúdo. Alguns bons posts por dia ou a cada dois dias têm maior probabilidade de obter um bom envolvimento;
  • responder: é importante responder aos comentários. A capacidade de resposta é uma das coisas que as plataformas sociais recompensam, por isso, é mais provável que suas postagens alcancem um público maior se você tiver a reputação de responder rapidamente;
  • verifique os fatos: se alguém compartilhar uma postagem com a qual você acha que seus clientes concordarão, verifique se não são fake news antes de enviá-las. Você não quer ser associado com esse tipo de coisa. Organizações como o Full Fact ou o Snopes são ótimos lugares para uma verificação da realidade;
  • retorne o favor: se alguém gosta ou compartilha seu conteúdo, verifique aquele perfil, se achar que é apropriado para seus clientes, devolva o favor. É assim que você constrói relacionamentos profissionais.

Como criar uma marca de sucesso? Receita #2

Os contras

É importante que você não seja amplo demais. Não jogue seus negócios em todas as plataformas sociais sem motivo. Escolha os que melhor se adequam ao seu negócio e à sua marca.

Além disso, lembre-se que se você gastar todo o seu tempo atualizando suas contas de mídia social, não conseguirá administrar sua empresa. Você precisa encontrar um equilíbrio.

5. Cozinhando uma saborosa marca pessoal

Em um reino não tão distante… sua marca era apenas o nome da empresa e seu logotipo. Era só isso. Mas, há muito mais agora. Sua reputação, personalidade, interesses e habilidades únicas são essenciais para criar algo de sucesso.

Isso é especialmente importante para que as pequenas empresas tenham uma personalidade — e, se você é o coração do seu negócio, essas características realmente precisam ser suas.

Seja você mesmo

Uma boa maneira de dar aos clientes um resuminho sobre você, o que você faz e o que defende é escrever uma biografia para si mesmo em seu site.

Se você montou uma empresa fazendo algo, realmente deve amar essa coisa, não é? Então, mostre às pessoas o seu entusiasmo ilustrando o que te excita. Criar postagens no blog ou mesmo fazer um vlog no YouTube podem ser uma ótimas maneiras de construir sua reputação e divulgar seu nome.

Não tenha medo de se mostrar.

Vídeos estilo time-lapse ilustrando você criando seu trabalho, gravações discutindo um aspecto importante do seu trabalho, podcasts sobre o que faz… Todas essas são ótimas maneiras de compartilhar seu entusiasmo e suas habilidades únicas.
Se os seus clientes se sentirem inspirados pelo seu entusiasmo, eles não vão nem pensar em buscar outro fornecedor.

Resolva um problema

Muitos clientes querem uma solução para seus problemas. De uma parede que precisa ser construída ao encanamento que precisa ser trocado, de um presente para um ente querido até um novo lugar para jantar.

Conseguir um depoimento de um cliente vale ouro! Porém, por mais satisfeitos que estejam, a maioria dos clientes deixará mensagens positivas ou postagens, a menos que você os incentive a fazê-lo.

As grandes redes oferecem descontos para preencher seus questionários, mas, para uma startup, simplesmente pedir educadamente deve ser o suficiente. Muitas pessoas que dizem que terão prazer em recomendá-lo esquecerão disso, mas você não precisa de muitos comentários positivos para criar uma ótima impressão.

Lide com reclamações

Este também é um bom momento para mencionar suas próprias habilidades para resolver problemas. Se um cliente tiver menos de 100% de satisfação devido a um erro ou descuido, uma errata rápida acompanhada de um pedido de desculpas, uma explicação e um desconto é uma ótima maneira de recuperar a confiança desse cliente.

Lembre-se: uma reclamação de um cliente insatisfeito pode ser uma oportunidade para conquistá-lo para sempre.

As redes sociais são um caldeirão de reclamações. O anonimato que elas oferecem parece encorajar algumas pessoas a se queixarem quando nunca o fariam pessoalmente. É por isso que é importante que sua empresa esteja presente on-line. Leia os comentários que as pessoas deixam e responda!

Seja responsável. Seja útil.

Seja memorável

Você nunca esquece uma primeira vez!

Isso é verdade em todos os relacionamentos. E seus clientes nunca esquecerão sua primeira experiência com sua empresa, seja ela boa ou ruim.

Você se surpreenderá com cada novo cliente. Isso parece uma tarefa difícil, mas é por isso que é importante entender quais são os pontos fortes da sua empresa e saber aproveitá-los.

Não tente ser tudo para todas as pessoas — mesmo as empresas multinacionais sabem que não podem vender todos os produtos para todo mundo.

Então, pense sobre o que você quer ser memorável. É assim que você constrói uma reputação e uma marca.

Lembre-se: você não precisa ser grande em tudo, mas precisa enfatizar as coisas em que é ótimo, para reforçar sua marca.

Concluindo

Agora que você tem seus ingredientes, é hora de misturá-los para assar essa marca em sua empresa. Para conseguir alcançar o sucesso, você precisa de um website, a sua casinha virtual.

O primeiro passo para criar o site perfeito é decidir como chamá-lo, e o nome de domínio é o que nós tratamos no próximo post.

Para mais dicas, continue acompanhando o blog da GoDaddy Brasil!

Thomas Costello
Thomas joined the GoDaddy EMEA team in 2017, following the acquisition of HEG as Head of PR and Communications, UK. He leads PR efforts for EMEA brands, introducing a new customer benefit led approach. Previously to joining GoDaddy, Thomas worked as a journalist at The Independent. Thomas holds a BA (Hons) from The University of Exeter.