Como Escrevo Conteúdo Para Meu Site? Receita #5

Criando conteúdos deliciosos!

Então, você está com fome de iniciar seu próprio negócio — e Harry Redknapp, da GoDaddy, está mostrando a receita do sucesso.

De volta à receita nº 1, reunimos os ingredientes necessários para preparar um negócio de sucesso. Na nº 2, aconselhamos você a criar uma marca saborosa. Na nº 3, descobrimos que escolher o nome de domínio para o seu site é tão fácil quanto tirar doce da boca de criança. Na receita nº 4, conversamos com você sobre a criação de um site interessante.

Agora, lidaremos com o criação de conteúdo para que seus clientes passem bastante tempo por lá e comprem seus produtos.

A revista Research in Time mostra que, se seu site conseguir prender a atenção de um visitante por apenas três minutos, é provável que ele volte duas vezes mais do que se ficar apenas um minuto com você.

Presumivelmente, não precisamos explicar porque os clientes mais valiosos são os que retornam, não é?

No próximo post, trataremos de como levar as pessoas a efetivamente visitar seu site. No momento, estamos nos concentrando em garantir que seu conteúdo seja rico, para que seus clientes realmente enxerguem valor naquilo.

Compartilhe sua paixão

Como você explica sua empresa para seus amigos? Com Harry, tudo começou quando ele contou sobre seu amor por comida. Seu entusiasmo empolgou o país com o clássico pudim americano.

Então, o que você ama? Que histórias você pode contar para deixar seus clientes em potencial animados com o seu produto?

Sua plataforma é mais do que apenas um catálogo on-line ou um local para colocar suas informações de contato. É sua chance de fazer uma declaração criativa sobre você e seus negócios pessoais, inspirar e entreter clientes em potencial e esclarecer o quão único é seu propósito — e é mesmo!

Então, o que é conteúdo?

O conteúdo não é o design do site, nem é a navegação (que precisa ser correta para tornar seu site eficaz), e não é o código em segundo plano que faz a coisa toda funcionar.

O conteúdo é a substância que dá ao design algum objetivo. É a goiabada no seu queijo branco.

Na década de 1930, quando a BBC estava nascendo, seu primeiro diretor-geral, Lord Reith, disse que a missão deles era “informar, educar e divertir”.

Seu conteúdo é sua chance de informar, educar e divertir as pessoas sobre seus negócios.

Mais frequentemente, o conteúdo são as palavras na tela. Mas, também, graças à facilidade de produção de material audiovisual, o conteúdo também pode ser em vídeos, podcasts ou até jogos (se você acha que seus clientes gostariam desse tipo de coisa).

Qualquer coisa, contanto que informe, eduque ou entretenha os visitantes do seu site.

6 ingredientes principais do seu site

Embora você deseje que seu site seja tão único quanto o seu negócio, existem alguns modelos que você deve seguir. Esses modelos não tem nada a ver com suprimir sua criatividade, simplesmente permitem que um visitante iniciante possa apreciar seu negócio e aprender o máximo possível sobre ele o mais rápido possível.

Você só tem 15 segundos para conseguir conquistá-los, lembre-se!

Se o seu site estiver formatado como uma única página, projetada para ser rolada para cima e para baixo, todas as informações a seguir ainda se aplicam, mas, em vez de “página”, leia “seção”.

Como eu escrevo conteúdo para meu Site? Receita #5

Portanto, as seis página s (ou seções) que você realmente deve ter em seu site são:

Página 1: Página inicial

Ela precisa incluir tudo o que os clientes precisam saber sobre o seu negócio.

  • o que você faz/vende;
  • quem você é pessoalmente;
  • onde você está/onde te encontrar;
  • por que eles deveriam vir até você.

É como uma sinopse curta e rápida do que sua empresa faz. Uma ou duas frases que intrigam o cliente o suficiente para fazê-lo querer ler mais.

Chamada para ação — o famoso call to action

Qual é a coisa mais importante que você deseja que seus visitantes façam antes de deixarem sua página inicial? Isso geralmente não é tão simples quanto “Comprar algo”. Então, você quer que as pessoas…

  • marquem uma consulta?
  • peçam um orçamento?
  • inscrevam-se na newsletter?
  • visitem o seu catálogo on-line?
  • assistam um vídeo?
  • façam uma pergunta?

Incentive as pessoas a permanecer no seu site oferecendo mais informações sobre o que sua empresa pode fazer por elas. É o que os clientes normalmente querem — alguém para resolver seus problemas para eles.

O que você faz

É uma boa ideia incluir uma pequena lista de seus serviços ou produtos. Existem várias maneiras de apresentar isso em sua página inicial, como:

  • uma lista simples, como essa;
  • um carrossel girando por meio de uma série de imagens ou links;
  • uma grade — ou mosaico — de imagens.

Informações de contato

Facilite o contato das pessoas com você.

É uma boa ideia oferecer apenas um ponto de contato principal na página inicial, porque oferecer aos clientes muitas opções muito cedo pode impactar em suas decisões e desencorajá-los. Quanto mais fácil for o contato dos clientes, maior a probabilidade deles realmente fazerem isso.

Pense nessa página como um provador

Isso é suficiente para uma página inicial.

É realmente apenas um menu de degustação do trabalho que você oferece. Você pode preencher mais detalhes em outras páginas, que os clientes visitarão depois de decidirem que gostam do que veem na página inicial.

Deixe-os querendo mais!

Depois disso você precisará de páginas individuais (ou seções da sua página de rolagem) que preencham outros requisitos…

Página 2: Sobre

Uma página “Sobre” serve para várias funções. Mas, principalmente, é uma chance de escrever mais detalhadamente sobre porque você faz o que faz e porque os clientes devem permitir que você faça isso por eles.

Explique o que o motiva e quais são suas ambições. Preencha tudo o que diria a um estranho interessado em conversar — porque é isso que os clientes em potencial são, eles são estranhos interessados.

Não há necessidade de deixar sua biografia cheia de floreios ou excessivamente romantizada — a verdade clara e honesta será suficiente, basta dar uma guinada positiva e mantê-la relevante para seus negócios.

É tudo sobre você

Isso não precisa ser como um dever de casa da escola: escreva 1000 palavras sobre você mesmo.

É onde você pode escrever sobre seus motivos e visão para os negócios. Como você entrou no negócio e por quê? O que é único na sua empresa?

É sua chance de dizer aos clientes por que eles devem confiar em você. Se você tem uma vasta experiência ou qualificações, fale sobre isso na sua página “Sobre”.

É uma chance de apresentar a equipe — as pessoas com quem você trabalha. Essas são as pessoas com quem seus clientes estarão lidando. É uma ótima maneira de colocar um rosto humano em seus negócios, porque as pessoas compram de outras pessoas.

É uma chance de oferecer alguns depoimentos de clientes. O boca a boca ainda é uma forma convincente de recomendação que você pode obter.

Página 3: Produtos e serviços

É aqui que você pode dizer exatamente o que faz faz e informar detalhes.

  • uma lista completa dos serviços que você oferece;
  • lista de preços (se o seu site incluir isso);
  • custos de envio;
  • política de devolução e troca;
  • garantias;
  • tempo de resposta — especialmente importante se você tiver que fazer o trabalho sozinho ou se seus produtos forem personalizados.

Tome cuidado para garantir que as fotos de seus produtos sejam de qualidade superior e grandes o suficiente para realmente ajudá-lo a vender. Se os produtos não parecerem saborosos, eles podem trabalhar contra você!

Página 4: FAQ

Uma página de perguntas frequentes é uma ótima ideia por vários motivos:

  • em primeiro lugar, pode ser uma fonte de informações para clientes interessados ​​nos seus serviços, mas que ainda não assumiram o compromisso de comprar;
  • pode tranquilizar clientes em potencial. Isso ajuda a mostrar que você sabe do que está falando, o que pode estabelecer suas credenciais e desenvolver um senso de confiança nos seus negócios;
  • também pode ser uma forma alternativa útil de navegação. Cada resposta pode ser vinculada a uma página no site relacionada a esse problema;
  • a página pode acelerar as consultas dos clientes se responder a uma pergunta que um cliente em potencial teria, caso contrário, para enviar um e-mail ou ligar para você. Isso economiza tempo para você e seus clientes;
  • é também uma maneira engenhosa de empregar pesquisas e palavras-chave de SEO. Falaremos mais sobre isso no próximo post.

Portanto, reserve um tempo para responder a algumas perguntas gerais sobre o seu setor de mercado.

Essa resposta pode trazer alguém para o seu site direto de um mecanismo de pesquisa. Se sua empresa oferece a solução que o usuário busca, você conseguiu um novo cliente!

Página 5: Informações de contato detalhadas

Assim como na página inicial, você deseja facilitar ao máximo para os clientes com uma única maneira de entrar em contato.

Mas, aqui você pode oferecer-lhes opções.

Alguns clientes podem ter consultas complexas, por isso, preferem enviar um e-mail a confiar em uma ligação.

Se ser local é importante para o seu recurso como empresa, certamente inclua seu endereço físico. Eles podem até colocar o CEP no seu navegador e fazer uma visita.

Essa também é sua chance de criar um link para um mapa da sua localização, que alguns clientes podem usar para guiá-los até sua porta.

Página 6: Seu blog

Agora, se você acha que os blogs estão desatualizados, ou algo que é realmente feito apenas por entusiastas, seja bem-vindo ao maravilhoso mundo dos blogs de negócios.

Como suas perguntas frequentes, seu blog pode servir muitas funções úteis. Vamos abordar isso com muito mais detalhes na próxima postagem, mas veja o potencial que há:

  • escrever postagens no blog sobre assuntos relevantes para o que você faz é uma maneira de demonstrar (juntamente com as perguntas frequentes) que você sabe do que está falando. Ajuda a dar aos clientes confiança em seu serviço;
  • é aqui que você pode “educar” da parte de informar, educar e divertir. Dar aconselhamento gratuito às pessoas é uma ótima maneira de oferecer valor aos clientes em potencial, sem que eles necessariamente tenham que oferecer algo em troca. Isso, por sua vez, desenvolve a confiança para que, quando quiserem comprar seu serviço, saberem que podem confiar em você;
  • a cobertura de assuntos com os quais os clientes em potencial provavelmente se preocupam é uma ótima maneira de levar as pessoas ao seu site por meio de mecanismos de busca — e elas chegarão ao site no momento em que estiverem interessadas em seu serviço;
  • da mesma forma, se você compartilhar um link para o seu blog nas mídias sociais, isso ajudará a atrair clientes em potencial para o seu site;
  • os blogs são uma maneira fácil e rápida de manter seu site atualizado. Se uma notícia for relevante para sua área de especialização, escrever um post sobre ele — então compartilhar esse blog nas mídias sociais — é uma ótima maneira de obter algum benefício e permanecer relevante.

As postagens no blog não precisam ser ensaios completos, apenas alguns parágrafos serviriam para a maioria dos assuntos.

Mas, se você não se sente à vontade para escrever isso, existem muitos dos chamados ghost writers, os “escritores fantasmas” — especialistas que você pode contratar, que ficariam felizes em fazer um trabalho profissional para você.

Conteúdo feito em casa

É importante para sua empresa que você escreva seu conteúdo, porque isso certamente será mais barato do que outras estratégias e adicionará um nível de autenticidade ao seu site.

Como qualquer cozinheiro em qualquer cozinha, você precisa dos utensílios certos para transformar sua receita em um deleite saboroso.

Aqui estão algumas ferramentas on-line para ajudá-lo a escrever ótimos conteúdos e aproveitar ao máximo seu marketing…

Utensílios para escrever

Se você fez uma pesquisa de mercado, sabe quem são seus clientes em potencial e o que eles estão procurando.

Portanto, a estratégia mais simples e bem-sucedida é dar a eles o que eles querem.

Mas, é claro, a menos que sua empresa seja “redatora profissional”, você não é o autor mais confiante do mundo. Não tema, até os profissionais usam ferramentas para ajudá-los a manter a ilusão de brilho.

Verificador ortográfico

Todo editor de texto conta com algum tipo de verificador ortográfico e gramatical. Use-os!

Dica profissional: não permita que o algoritmo de verificação ortográfica edite seu trabalho sem supervisão. Se você não aceitar manualmente todas as sugestões e deixar que ele altere seu texto por si só, quase certamente mudará suas grafias. Os corretores ortográficos podem estar configurados para padrão Português de Portugal, por exemplo.

Se você está se esforçando ao máximo para ser uma empresa brasileira local, deseja garantir que seu conteúdo esteja alinhado com isso é essencial.

Verificador gramatical

Também é uma boa ideia usar o verificador gramatical, embora isso seja um pouco mais difícil.

Dica profissional: se você não é um especialista, olhe para a frase destacada como problemática e leia em voz alta. Parece correto? Diz o que você queria dizer?

Se você ainda não tiver certeza, pesquise on-line — provavelmente haverá alguns conselhos gramaticais.

Se você não concorda com o verificador ortográfico ou gramatical, sempre tem a opção de ignorá-los e seguir seu instinto.

Hemingway

Hemingway é uma ferramenta de escrita on-line gratuita. Você pode recortar e colar seu texto na ferramenta, e ela fornecerá um relatório visual imediato da legibilidade do seu texto.

Ele lhe dirá se as frases são particularmente difíceis de ler ou escritas com uma voz passiva.

Dica profissional: não fique chateado se a idade da leitura parecer baixa — isso é realmente uma coisa boa. Quanto mais fácil a leitura do seu conteúdo, maior a probabilidade de se comunicar claramente com todos os leitores!

Além disso, tenha cuidado para não gastar todo o seu tempo formulando e reformulando seu texto para se livrar de cada palavra amarela ou frase verde. Considere uma ferramenta como esta para ser consultiva.

Grammarly

Grammarly é um aplicativo que roda em seu navegador verificando sua gramática e ortografia.

Se você não gosta da ideia de uma Polícia de Gramática respirando no seu pescoço o tempo todo, é fácil ligar, desligar e definir, para que funcione apenas em determinados sites importantes.

Isso é particularmente útil se você estiver alterando um conteúdo — ou adicionando algo — diretamente no seu site. Você não terá acesso aos verificadores ortográficos e gramaticais em seu Word, mas é reconfortante saber que pode obter o mesmo tipo de ajuda on-line e em tempo real.

Também é uma boa ideia usá-lo quando você estiver postando nas mídias sociais. Por mais que essas plataformas sejam informais, um erro gritante de digitação ou um erro gramatical pode refletir mal em seus negócios.

Revisor

Se você tem um amigo ou colega que está sempre corrigindo sua gramática ou dando dicas sobre seus erros de digitação, saiba que ele pode realmente ser seu melhor amigo.

Nenhum método de verificação ortográfica, pontuação e gramática é infalível. Portanto, mesmo se você usar todas as ferramentas digitais à sua disposição, ainda é ótimo ter um novo par de olhos para ler seu trabalho, se possível.

Dica profissional: as críticas podem arder, mas é melhor que um amigo diga que algo está errado antes de você pressionar “Publicar”.

Como eu escrevo conteúdo para meu Site? Receita #5

Você está quase pronto para servir

Esperamos que essas diretrizes tenham possibilitado a criação de seu próprio conteúdo on-line. Há muitas habilidades mais avançadas que ainda não discutimos aqui, como criar uma persona — uma maneira consistente e metódica de entender as vontades e necessidades de seus clientes em potencial.

Também há outras páginas das quais seu site pode se beneficiar, como landing pages.

E há muita ajuda e conselhos sobre esses assuntos e muito mais no próprio blog da GoDaddy Brasil. Então continue a ler, como e quando sentir necessidade.

Quanto à nossa jornada de sopa à nozes, de uma pilha de ingredientes a um prato cheio de molhos quentes… Nosso próximo passo é aprender sobre a arte mágica e misteriosa conhecida como ‘Marketing de Conteúdo’ e a doce bondade do SEO.

Continue acompanhando essa série de receitas no blog da GoDaddy Brasil!

Thomas Costello
Thomas joined the GoDaddy EMEA team in 2017, following the acquisition of HEG as Head of PR and Communications, UK. He leads PR efforts for EMEA brands, introducing a new customer benefit led approach. Previously to joining GoDaddy, Thomas worked as a journalist at The Independent. Thomas holds a BA (Hons) from The University of Exeter.