Como Fazer Storytelling Para Contar A História Da Sua Empresa

A arte de narrar históricas para vender mais e se conectar com clientes

Você sabe o que é e como fazer storytelling? Essa técnica é muito importante para conquistar a atenção do seu público, que, hoje em dia, está cada vez mais disputada. O ato de contar histórias acompanha a humanidade desde sempre, por isso, narrar a jornada da sua empresa acaba se tornando uma técnica muito útil e importante.

Neste artigo, vamos falar sobre como fazer storytelling e da sua importância no ramo dos negócios! Boa leitura! 

O que é storytelling

Antes de saber como fazer storytelling, é preciso entender o que exatamente é essa técnica. É claro que o ato de contar histórias é uma prática muito antiga, mas o storytelling como técnica começou com a economia da atenção, que é o gerenciamento da atenção das pessoas. 

Conquistar a atenção de alguém é uma coisa que está cada vez mais difícil, afinal, com tantas mídias e marcas hoje em dia, é preciso de técnicas para obter público. Um dos meios de fazer isso é ativar gatilhos mentais no público-alvo, fazendo com que ele sinta algum tipo de emoção ao ouvir o que seu negócio tem para dizer. 

No livro de 2016, O Guia Completo do Storytelling, os autores definem o termo pela junção de duas palavras. Story (construção mental que parte de memórias e imaginação) e Telling (versão da história contada por um narrador). Isso quer dizer que uma única história pode ser narrada de jeitos diferentes.

 Storytelling na Publicidade e Propaganda

A verdade é que todo mundo, de um jeito ou de outro, sabe como fazer storytelling. No dia a dia, em uma conversa com amigos, por exemplo, já estamos colocando a técnica em prática. Mas, para quem deseja saber como fazer storytelling com o objetivo de atrair e engajar mais clientes, é preciso ter em mente os seguintes elementos:

 

  • identificação: um gatilho mental que faz com que a pessoa se identifique emocionalmente com a história;
  • jornada do herói: técnica usada muito na literatura, onde é narrada a história do protagonista desde o início, dificuldades, superação e vitórias;
  • curiosidade: informações novas que a pessoa não sabia sobre o produto ou empresa. 

É com base nesses pilares que o storytelling consegue chegar até as pessoas. Além disso, da mesma forma que acontece em filmes e livros, na hora de criar uma história para sua empresa é preciso pensar na ideia ou contexto geral que será explorado.

 

A importância do storytelling para empresas

Se você quer saber como fazer storytelling, certamente já ouviu falar que essa técnica tem diversas vantagens para o seu negócio. Por essa razão muitas empresas começaram a aplicar a narrativa de histórias na prática com o objetivo de:

  • consolidar a marca no mercado;
  • melhorar a comunicação interna;
  • treinar a equipe remodelando a cultura organizacional;
  • engajar clientes e até colaboradores.

Hoje é fundamental que as empresas mostrem seu lado humano para o público. Com isso, elas têm um maior poder de convencimento, fazendo com que os clientes sejam mais fidelizados e estejam sempre com a marca em mente.

E não é apenas para conquistar clientes e aumentar o número de vendas que saber como fazer storytelling é importante. Essa técnica de contar histórias ajuda a engajar muito mais os colaboradores. Um exemplo é a empresa Sodexo Health Care, que reúne funcionários para ouvir histórias sobre os desempenhos de destaque de um colaborador. 

Como fazer storytelling na sua empresa

Depois de entender como fazer storytelling, é preciso estar ciente de que é uma técnica que dá resultados aos poucos. Pois, como qualquer boa história, vai envolver o público-alvo sem pressa. Afinal, narrar um acontecimento para vender mais é, antes de tudo, vender uma ideia. Veja, a seguir, por onde começar.  

Conheça bem o seu público-alvo 

Para quem você estará narrando a história do seu negócio? Quanto mais específico melhor, mais fácil fica na hora de criar o melhor jeito de contar algo e transmitir a ideia com mais clareza a aproximação.  Por isso, considere fatores como idade, gênero, cidade, hábitos, dores, fatores sociais em que vive, por aquisitivo e crenças. 

Segmentar clientes é a chave para qualquer negócio de sucesso. 

Faça uma linha cronológica da história

Para que o público realmente seja cativado e fique ansioso para saber o fim da história, é importante criar uma narrativa com começo, meio e fim. Para fazer isso, você precisará, primeiro:

  • escolher quem (ou que) será o personagem principal da história que passará por desafios e superações;
  • apresentar a empresa e/ou o produto e serviço que você está oferecendo (mas sempre de forma próxima e humanizada);

Conte uma história verdadeira

Para aplicar um storytelling convincente é preciso, primeiro, encontrar uma história verdadeira. É claro que ela pode ser incrementada, mas se ela realmente tiver acontecido, fica mais fácil de criar emoções e identificação real com seu público-alvo. 

Fale de pessoas além de produtos

É claro que o seu negócio oferece um produto ou serviço, mas no storytelling procure focar nas pessoas que produzem aquilo ou que foram ajudadas pela sua empresa. 

Saiba falar sobre seus produtos e serviços 

Da mesma forma que você deve entender exatamente para quem você vai contar uma história, é importante ter claro alguns pontos sobre os produtos que sua empresa oferece. Dessa forma, fica mais fácil falar dele ao longo da narração. Por isso, deixe bem claro: 

  • o que faz seu negócio ser único;
  • qual foi a inspiração para que você abrisse seu negócio;
  • o que tem de curioso e interessante sobre o começo da empresa;
  • quais são as dores e problemas que seus produtos solucionam;
  • quais foram os desafios da sua empresa;
  • como o negócio chegou até onde está hoje;

 Use os principais elementos do storytelling

De uma forma mais concreta, você pode classificar o que falamos acima em poucas palavras. São elementos que você pode utilizar na hora de criar uma narração para sua empresa, e concretizá-los pode deixar todo o processo muito mais simples. Veja:

  • desejo: o que motivou o personagem principal a fazer algo (por exemplo: abrir a empresa);
  • problema: quais foram os obstáculos que o personagem teve que superar;
  • mentoria: quem foi que ajudou o personagem principal? Os clientes, um sócio, um curso, um filme…? 
  • planejamento: os passos que o personagem principal deve que dar para cumprir seu objetivo e que os próprios clientes deverão dar para cumprirem os seus;
  • CTA: o call to action é basicamente o momento em que, após a narrativa, você vai sugerir o que o cliente deve fazer, levando ele a comprar o seu produto;
  • sucesso e fracasso: para tornar o CTA ainda mais convincente, inclua na história o que pode acontecer de bom na vida da pessoa se ela comprar seu produto (transformação) e o que pode “fracassar” na vida dela, caso ela não tome a atitude esperada. 

Os formatos de storytelling

Agora, é preciso saber o melhor formato para valorizar a narrativa, certo? Você poderá escolher dentre as seguintes:

  • visual storytelling com imagens, ilustrações e fotos que contem uma história por si própria, sem a necessidade de um texto, por exemplo;
  • visual storytelling com vídeo: parte do mesmo princípio, só que no lugar de fotos é utilizado um vídeo. Mas é preciso de mais tempo e orçamento para elaborar um vídeo de qualidade. 
  • storytelling no seu pitch (apresentação rápida do seu negócio, com a intenção de vendê-lo), procurando conquistar o público e passar uma mensagem e conceito da sua empresa no lugar de apenas “anunciar”.

Exemplos de storytelling de sucesso

Agora que você já entendeu melhor como fazer storytelling é importante e acessível para o seu negócio, separamos alguns exemplos de empresas que aplicaram o conceito muito bem. Aproveite para se inspirar! 

Storytelling do  Airbnb 


 

Storytelling do Google Search

<

Storytelling Unilever — Campanha Mission Care

 

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você e que agora você possa aumentar suas vendas e melhorar ainda mais o relacionamento com seus clientes por meio do storytelling! 

Não deixe de acompanhar o blog da GoDaddy para mais conteúdos como esse! 

 

Imagem de: https://unsplash.com/; https://www.pexels.com/