Como montar um plano de negócio? Guia para o sucesso da sua marca!

Dicas preciosas de gestão!

Com o passar dos anos, a internet se tornou em um imenso espaço de oportunidades, não é mesmo? E se você é, entre vários, alguém que deseja começar um novo empreendimento digital, um passo fundamental é aprender como montar um plano de negócio.

Também conhecido como business plan, essa ferramenta funciona como um mapa que vai orientar quais caminhos você deve percorrer para que sua empresa seja realmente sustentável, organizada e tenha uma projeção de receita.

Para isso, devem estar reunidos inúmeros dados relevantes de mercado que podem impactar no seu sucesso, como conhecimento de persona, gastos operacionais, investimentos iniciais, capital de giro, etc.

Dessa forma, além de apontar seus objetivos e como chegar até eles, esse documento é também fundamental para a credibilidade do seu negócio, principalmente se a empresa deseja contar com a ajuda de investidores.

Mas, afinal, como montar um plano de negócio? Parece complicado, não é? Não se você se organizar direitinho e saber o passo a passo do que você precisa.

Para te ajudar nessa empreitada, nós da GoDaddy preparamos esse guia exclusivo de como montar um business plan. Com a nossa ajuda, você vai ver que o caminho pode ser bem mais simples do que você imagina.

Vem com a gente!

Como montar um plano de negócio?

Vamos começar nosso guia com o básico. Afinal, não dá para montar um business plan sem entender direitinho seu conceito, não é verdade? Confira!

O que é um plano de negócio?

O plano de negócio é um documento físico de consulta. Em linhas gerais, ele funciona como um mapa em que estarão concentradas todas as diretrizes operacionais e estratégicas que garantirão a sustentabilidade e sucesso da empresa.

Com ele, a empresa tem em mãos uma ferramenta que traça os principais objetivos e os meios para alcançá-los de forma clara e objetiva. 

Com a relação de todas essas informações em apenas um documento, o funcionamento da organização tende a ser bem mais organizado e menos vulnerável a erros.

Mas, para isso, o plano de negócios precisa ter valores e dados consistentes! Não adianta nada desenvolver um documento repleto de especulações, achismos e estimativas sem qualquer embasamento com a realidade.

Esse último item é fundamental para que todos os objetivos estratégicos sejam desenhados para alcançar um público-alvo que esteja disposto a pagar pela solução comercial que a empresa vai levar a ele.

Em resumo, o fato é que cada um desses elementos devem conversar entre si para que, por meio de pesquisas e levantamento de dados, eles cheguem a um denominador comum e sustentável.

Por que elaborar um plano de negócio?

Entendido o conceito? Maravilha! Antes de falarmos como montar um plano de negócio passo a passo, é essencial também apontar a importância desse documento para a prosperidade de qualquer negócio.

Primeiramente, você deve concordar que não há nada pior do que começar um projeto sem ter uma noção prévia do que você encontrará pela frente, não é verdade? Como você vai saber que caminho seguir, como ter uma ideia mais clara da possibilidade de determinado ato dar certo ou errado?

Assim como um palestrante precisa de um roteiro para guiar sua performance quando falar ao público, um empreendedor também precisa aprender como montar um business plan para que ele não se perca ou tome decisões equivocadas na gestão da sua empresa.

Portanto, se você deseja que seu negócio prospere e não vá à falência em pouco tempo, você deve ter bem estrutura seus objetivos, plano de ação, estimativas de retorno financeiro e estar preparado para agir da maneira certa em situações inesperadas.

Além disso, um plano de negócio é fundamental para que empresas tenham credibilidade junto a possíveis investidores. Pois ninguém vai investir seu dinheiro em uma organização que não sabe aonde quer chegar e como vai alcançar esse objetivo.

Esse documento é então imprescindível para que investidores tenham confiança em apostar dinheiro no seu projeto.

Por fim, um bom business plan também é importante para: 

  • o alinhamento de diretrizes e informações entre os sócios;
  • monitoramento de performance e comparação de resultados;
  • estar proativo e seguro para a solução de imprevistos. 

Como montar um plano de negócio: passo a passo

Finalmente chegamos ao nosso roteiro de como montar um plano de negócio passo a passo. Para que você entenda o processo de forma mais clara, nós dividimos cada etapa com os tópicos que invariavelmente devem estar presentes no documento.

Ficou curioso? Vamos a eles!

Sumário executivo

O sumário executivo é uma espécie de resumo do documento que deve aparecer logo no início. É aqui que você colocará informações gerais a respeito do seu empreendimento, como missão, valores, objetivos, descrição de como funciona a empresa e por que ele é importante para seu segmento de mercado e público-alvo.

Como ele funciona como um resumo geral, não precisa dedicar muito tempo a um sumário longo. Ele só precisa estar claro, completo e trazer todas as informações realmente relevantes.

Para que ele fique o mais completo possível, você não pode esquecer também de inserir:

  • a natureza jurídica da empresa;
  • localização e endereço;
  • tipo de enquadramento tributário;
  • segmentação de clientes;
  • capital inicial e total investido;
  • descrição dos sócios e perfil dos funcionários, etc.

Todas essas informações são importantes para que, logo de cara, o leitor do business plan já esteja familiarizado com a organização.

Conhecimento do público-alvo

Continuando nosso guia de como montar um plano de negócio, não podemos deixar de citar a importância de inserir um tópico sobre seu público-alvo e como seus clientes serão segmentados

O consumidor, afinal, é o objetivo final de qualquer empreendimento comercial. A sustentabilidade de uma empresa só é garantida quando há um segmento de clientes que estão dispostos a pagar pelos produtos ou serviços ofertados.

Portanto, todas as características relevantes de seu público devem ser colocadas no documento, como:

  • informações demográficas, como faixa etária, estado civil, escolaridade, nacionalidade, gênero, perfil profissional, etc.
  • o tipo de consumidor, se é pessoa física ou jurídica;
  • quais os principais canais onde compram seus produtos (redes sociais, e-commerces ou em lojas físicas?)
  • Quais são suas principais dores e demandas e como o produto/serviço da empresa pode solucioná-las?

Aqui, portanto, deve estar bem claro como vai se dar o “match” entre o seu empreendimento e os seus clientes.

Estudo dos concorrentes

Como você está iniciando seu negócio agora, provavelmente já há algumas empresas mais veteranas no seu segmento de mercado. São eles que serão seus futuros concorrentes quando sua empresa começar a funcionar.

Nesse sentido, mapear os principais competidores e avaliar suas estratégias e resultados pode gerar insights maravilhosos para sua empresa e que, naturalmente, devem estar descritos no plano de negócio.

Algumas informações importantes que você deve inserir são: 

  • os preços praticados;
  • a qualidade do atendimento;
  • os canais de comunicação e vendas mais utilizados;
  • o principal diferencial competitivo de cada um;
  • e, obviamente, a qualidade dos produtos e serviços. 

Assim, você vai poder se espelhar em estratégias de sucesso como também avaliar as que fracassaram para que sua empresa não cometa os mesmos erros.

Plano de marketing

Com os dados coletados e apresentados nos tópicos anteriores, chegou a hora de falarmos dessa etapa crucial do empreendedorismo digital: o plano de marketing do seu negócio.

Aqui tudo de relevante deve estar bem detalhado, como uso das cores no site oficial da empresa, formato das landing pages, embalagem dos produtos, principais canais de comunicação, tipos de conteúdos que serão publicados e muito mais.

Não menos importante, o mapa da jornada de compra do cliente deve estar bem desenhado e mostrando em detalhes como cada etapa deve ser seguida, desde a prospecção até a conversão. 

Sem esquecer também das estratégias de fidelização no pós-venda, assim como forma de atendimento e descrição dos canais de suporte. Cada um desses pontos devem ser esmiuçados e a escolha por eles deve ser explicada.

E se você precisa de uma ajudinha para turbinar os resultados do plano de marketing da sua empresa, o Pacote de Marketing Digital da GoDaddy é uma excelente opção para que sua marca cresça em todos os canais mais relevantes da internet, como o Google, redes sociais e no e-mail.

Comece gratuitamente agora mesmo e tenha total controle sobre o fortalecimento da sua marca no mundo digital!

Saiba mais como fazer marketing digital com esse vídeo incrível da GoDaddy:

Plano operacional

Continuamos no guia de como montar um plano de negócio com o plano operacional. Nesse tópico, você deverá explicar como vai funcionar o dia a dia operacional da empresa. 

Em outras palavras, aqui deve ser detalhado como será realizada a produção, o contato com os fornecedores, a prestação de serviço, a gestão logística, enfim… Todas as engrenagens para que a organização funcione a pleno vapor.

O investimento para que essa engrenagem funcione também deve ser incluído. Essa parte do plano de negócio é fundamental, pois nela poderá ser visto detalhes determinantes que podem fazer a diferença na performance, como:

  • tempo de produção de um produto;
  • necessidade de matéria-prima;
  • giro de estoque;
  • quantidade de funcionários para cada setor;
  • capacidade do plano de hospedagem do site ou e-commerce da empresa, e muito mais.

Não sabe o que é um plano de hospedagem para sites? Pois então confira o vídeo abaixo da GoDaddy Brasil:

Projeção de cenários

O último tópico, mas não menos determinante, do seu business plan é a projeção e análise de cenários. 

Como sabemos, o mundo dos negócios não é nada previsível e diversos contextos inesperados podem surgir para embaralhar as peças no tabuleiro. E a pandemia da Covid-19 é um ótimo exemplo disso.

Quem não estiver preparado para lidar com essas variáveis pode acabar naufragando, enquanto quem especulou possibilidade e fez simulação de cenários vai acabar sobrevivendo e se destacando perante a concorrência. 

É durante a análise de cenários também que o gestor percebe a viabilidade do negócio e avalia seus maiores riscos. É aqui que ele deve realmente se questionar se vale realmente botar a mão na massa e levar sua empresa ao mundo.

E assim terminando nosso guia de como montar um plano de negócio para empresas. Gostou do conteúdo? Esperamos que sim!

Para mais artigos incríveis, fique de olho nas novidades do blog da GoDaddy Brasil! Até a próxima e bons negócios!

 

Rafael Queiroz Bastos
Rafael é redator da Agência Papoca. Jornalista e com mestrado em literatura, ele encontrou no Marketing de Conteúdo a possibilidade de exercer uma escrita criativa que conecta as marcas com seu público. O cinema e a literatura são duas formas de arte que despertam sua paixão nos tempos livres.