Creative Commons: O que É E O Que Ela Permite Aos Seus Usuários

Licenças para criadores e criação de conteúdo

Já pensou em licenças de uso de conteúdo que permitam a distribuição, reprodução e modificação de criações de uma forma que respeite a legislação dos direitos autorais? Essa licença tem nome, e se chama Creative Commons, ajudando criadores a manterem seus direitos e também permitindo que outras pessoas usem suas produções. 

Neste artigo, você vai saber:

  • o que é Creative Commons;
  • qual é o objetivo da Creative Commons;
  • o que a licença creative commons permite aos seus usuários;
  • quais os tipos de licenças Creative Commons;
  • como obter a licença Creative Commons?.

Afinal, o que é Creative Commons?

Creative Commons (CC) nada mais é do que um tipo de licença criativa para uso de algum trabalho voltado para uma situação específica. Na prática, isso quer dizer que um autor de conteúdo pode, por exemplo, liberar o uso do seu texto de uma determinada maneira sem exigir permissão ou pagamento de taxa.

Existe uma organização sem fins lucrativos da Creative Commons Office, que tem o objetivo de administrar e viabilizar o compartilhamento de material criativo na internet conforme decidido pelos próprios criadores. No entanto, as produções em CC continuam sendo protegidas por direitos autorais. 

Qual é o objetivo da Creative Commons?

O objetivo da CC é auxiliar criadores de conteúdos dos mais diversos formatos a compartilharem de forma legal suas produções profissionais. É por meio dessas licenças que o público passa a ser autorizado a utilizar obras de escritores, fotógrafos, ilustradores, etc, sem que os direitos autorais dos mesmos sejam feridos. 

Para que você entenda melhor o funcionamento dessa licença, basta saber que segue a lógica do copyleft, um método que torna uma obra livre, assim como todas as suas extensões e/ou versões modificadas. É o contrário do copyright, que determina o pagamento ou autorização prévia de algo antes de ser usado.

O que a licença Creative Commons permite aos seus usuários? 

A licença CC é o que vai permitir que os usuários da internet reproduzam uma criação de uma forma padronizada. Esse licenciamento de distribuição é uma ótima maneira de designers, vloggers, bloggers ou ilustradores fornecerem algo para sua comunidade, sua base de clientes e visualizadores. 

Além disso, é uma excelente maneira de divulgar melhor o seu trabalho, já que as pessoas farão a distribuição em livre e espontânea vontade do que você produziu, justamente pela qualidade e fácil acesso. 

Existem diversos tipos de licenças Creative Commons. Veja quais e como elas funcionam a seguir:

Quais os tipos de licenças Creative Commons?

Nem toda licença CC é igual. Na verdade, existem seis tipos diferentes desse padrão de licenciamento e todos são reconhecidos internacionalmente para estarem alinhados com  tratados internacionais de direitos autorais. Conheça quais são abaixo:

  • 1. atribuição (CC BY): é a licença mais permissiva, possibilitando que as pessoas façam criações derivadas do original citando o autor (criador) livremente, assim é possível reinventar obras apenas citando a fonte;
  • 2. compartilhamento pela mesma licença (CC BY-SA): exige que o autor seja citado e permite que outros façam alterações e distribuam de forma comercial.;
  • 3. não a obras derivadas (CC BY-ND): sem derivações, essas licenças permitem  a distribuição e uso comercial com a condição de que seja feita igualmente na forma original e que o criador seja citado;
  • 4. uso não comercial (CC BY-NC): a obra pode ser remixada e distribuída, mas não comercializada. Em caso de divulgação das variações, é importante que o criador original seja mencionado;
  • 5. uso não comercial – compartilhamento pela mesma licença (CC BY-NC-SA): com essa licença é permitida a distribuição, modificação e construção sobre uma determinada obra, mas apenas se não for para comercialização e com a devida fonte original citada. Além disso, as derivações não  precisam ser licenciadas de modo idêntico aos originais.
  • 6. uso não comercial – não a obras derivadas (CC BY-NC-ND): essa é a licença atribuída a obras derivadas que não sejam comercializadas.  É a mais restritiva das Creative Commons e permite apenas o download dos materiais de forma compartilhada, sempre creditando a fonte e sem alterações.

Como obter a licença Creative Commons?

Se você trabalha com criação de conteúdo de qualquer tipo, saiba que pode usar qualquer tipo de licença CC, basta escolher qual. Isso se aplica tanto no caso de replicação de produções de outras pessoas ou também de disponibilização de produtos para outras pessoas.

A organização da Creative Commons tem uma página com perguntas e respostas para que você possa encontrar a licença ideal para seu trabalho. Vamos a um exemplo prático de reprodução de um conteúdo.

Suponha que você queira incluir no seu site um vídeo CC BY-ND (a licença que permite a distribuição e uso comercial, mas apenas na forma original). Nesse caso, você deverá:

  • incluir o título do vídeo;
  • incluir o nome do autor e endereço digital;
  • fornecer a fonte junto com o link para o original;
  • inserir a licença de compartilhamento linkada para o site da CC que a descreve.

Como disponibilizar sua criação da Creative Commons

Se você deseja fornecer seu conteúdo em vídeo, imagem, texto, etc, para uso licenciado, deverá escolher o tipo de licença. Para isso, basta:

  • acessar a página oficial do Creative Commons;
  • responder às questões sobre permissão de adaptação do trabalho e também uso comercial dele;
  • o site irá combinar as respostas e informará as licenças que melhor atendem você. 

Gostou de saber o que é Creative Commons? Aproveite e leia o artigo sobre como encontrar imagens de graça para seu site (aquelas registradas sob a CC Zero, ou CC0, sem direitos autorais) aqui no blog da GoDaddy!

Imagem de: pexels.com

Jornalista apaixonada por literatura, música e cinema. É Analista de Conteúdo na Agência Mestre e, antes disso, foi produtora editorial, assessora de imprensa e teve vários blogs ao longo do caminho. A escrita é sua paixão e acredita que a comunicação pode mover barreiras.