Desenvolvedor Freelancer — 5 Dicas para Aumentar sua Receita

Sucesso sem sair de casa!

Enquanto muitos profissionais buscam um emprego formal, há aqueles que trabalham de maneira independente e conquistam seus clientes por conta própria. Uma grande vantagem de ser um desenvolvedor freelancer é a liberdade de trabalhar com os projetos escolhidos por si mesmo e do conforto de casa.

Apesar de essa ser uma prática bastante comum nessa área, isso pode ser um grande desafio para quem ainda não consegue os rendimentos suficientes para se sustentar, ou mesmo para juntar um dinheiro extra.

Pensando nisso, a GoDaddy selecionou algumas dicas que irão te ajudar a ser um profissional de sucesso. Confira!

Dicas para aumentar seus ganhos como desenvolvedor freelancer

Com o aumento do interesse de empresas em se estabelecerem no mercado digital, existem muitas oportunidades de projetos para quem quer ser um desenvolvedor freelancer. Entretanto, é preciso levar em consideração que, por ser uma área em expansão, também há uma crescente na concorrência para realizar o trabalho.

Assim, para garantir que você irá conseguir clientes e ótimas propostas e poderá faturar de acordo com o seu objetivo, existem algumas estratégias que tornarão essa caminhada ainda mais fácil. São elas:

1. Cursos profissionalizantes

Uma ótima maneira de conseguir bons clientes é tendo domínio total do assunto tratado. Para que isso aconteça, é essencial que você saiba não apenas executar a parte prática do seu trabalho, mas também tenha estudado os pontos teóricos da questão. 

Existem opções de cursos universitários que vão te dar a base para ser um desenvolvedor, como Análise e Desenvolvimento de Sistemas ou Ciências da Computação, mas é interessante que se mantenha atualizado e aposte em aulas livres ou uma especialização para aprimorar algumas habilidades.

Use a educação, inclusive, como meio para aprender a usar novas ferramentas e adicionar modalidades de trabalho complementares que você pode oferecer em projetos para clientes.

2.  Portfólio em dia

Como os seus potenciais clientes vão saber se você executa um bom trabalho se eles nunca viram nada do que já produziu? 

Todo desenvolvedor freelancer precisa ter um portfólio — que funciona como um catálogo dos projetos que já foram elaborados por você —, para que aqueles que querem saber mais informações sobre a sua forma de trabalhar possam analisar se você é a pessoa ideal para contratar.

3. Organização

A partir do momento em que o contrato foi fechado, é essencial que você possa organizar o seu fluxo de trabalho de modo que seja completamente possível entregar as suas demandas dentro dos prazos definidos com o seu cliente. 

Essa é, inclusive, uma ótima maneira de demonstrar que você respeita o tempo do outro e que consegue executar suas tarefas da maneira combinada. Assim, é mais fácil fidelizar os seus clientes e fazer com que eles continuem contratando os seus serviços.

4. Saiba quando dizer sim e não

Esse ponto merece uma atenção especial caso a sua carteira de projetos esteja cheia, pois é preciso saber equilibrar para que nenhum deles seja prejudicado. Ainda que sinta o peso de ser um desenvolvedor freelancer e ter que garantir os seus ganhos sozinhos, é essencial avaliar o que vale a pena e o que não.

Afinal, mesmo que um cliente a mais signifique uma maior receita, pode ser que acrescentar mais tarefas em seu dia a dia deixe o seu fluxo de trabalho muito mais puxado, fazendo com que não seja possível dar a devida atenção a todos os seus clientes.

Ou seja: antes de dizer sim para uma proposta de trabalho, avalie quais as atividades que devem ser executadas nesse novo projeto, quanto tempo, em média, seria gasto para cada uma delas e de que forma seria possível encaixá-las entre as que já estão em sua agenda.

Lembre-se que a melhor forma de aumentar a sua receita não é com a quantidade, mas sim com a qualidade de clientes em sua carteira.

5. Faça networking

Assim como em qualquer outra área de trabalho, o networking é essencial se você é um desenvolvedor freelancer. Conheça outros profissionais da área, ou mesmo agências especializadas, que podem não apenas redirecionar algum projeto que não possam executar, mas também pedir a sua ajuda em alguma momento.

Também é interessante conhecer empreendedores que estejam começando a trabalhar sua presença on-line e que possam precisar do seu serviço. 

O networking pode ser feito em universidades, palestras, conferências, eventos ou mesmo em redes sociais como o LinkedIn e o Facebook.

Gostou das dicas de como aumentar sua receita como desenvolvedor freelancer? Então continue acompanhando o blog da GoDaddy Brasil!

Isabela Guiaro
Isabela Guiaro é jornalista e Analista de Conteúdo na Agência Mestre. Pós-graduada em Globalização e Cultura, é apaixonada por estudos relacionados à cultura latino-americana e pelo idioma espanhol, além de saber até demais sobre as indústrias musical e cinematográfica da América Latina. Conecte-se com Isabela pelo Twitter.