Design Thinking — Como Usar na Criação de Sites?

Descubra como usar o design thinking!

Hoje você vai conhecer mais sobre Design Thinking e, melhor do que isso, vai saber como aplicar à criação do seu site. Acompanhe e entenda como pode simplificar o processo de desenvolvimento e torná-lo ainda mais estratégico!

Onde o Design Thinking encontra a criação de um site?

Engana-se quem pensa que o design está restrito apenas à estética. A verdade é que existe uma abordagem para aplicar em diversas áreas (e não só à criação de sites) que ajuda a desenvolver projetos de maneira mais eficaz, usando criatividade, empatia e agilidade.

Essa abordagem é o Design Thinking e ele traz ótimos benefícios porque é realizado em etapas e cada uma delas tem sua própria estratégia.

Etapas do Design Thinking

O mais interessante de trabalhar com o Design Thinking é que você poderá listar tudo o que deve ser feito em cada etapa. Isso é diferente criar um cronograma, pois você tem um desenho ideal de cada passo, com as atividades descritas e, de acordo com o andamento e experimentos, pode fazer suas modificações.

Uma boa dica é utilizar papéis autoadesivos para colar em uma parede, dividindo as etapas por cores. Você pode até se perguntar porque fazer dessa forma, mas pense: se estiver em um ambiente em que o visual foi modificado para atender às demandas do seu projeto, você vai ser muito mais influenciado a seguir seus passos estrategicamente.

Além disso, essa é uma das partes que o “design” no sentido mais literal da palavra ganha força. Pois você terá todos os passos estruturados visualmente. A outra área na qual a estética influência, é na própria criação do website.

1. Empatia

A etapa inicial é bastante importante, pois é nela que você se coloca no lugar do seu público-alvo, ou seja, das pessoas que vão acessar o seu site. Por isso, é neste momento que você deve fazer pesquisas aprofundadas a fim de descobrir os dados demográficos e, mais do que isso, os interesses dessas pessoas.

Afinal, você está criando um projeto que vai ser utilizado por elas. Nesse caso,

Neste momento, traçar um mapa da empatia pode ajudar, já que você vai listar as “dores” do público, seus pensamentos, gostos e muito mais.

Estas informações são cruciais para facilitar a conexão destes usuários com a sua solução digital, com o seu site, produtos e serviços!

2. Definição

Depois do momento da empatia, você já terá boas informações para definir qual o ponto principal que deve ser resolvido e os secundários.

No caso da criação de um site, podemos usar como exemplo o problema do público “não sei onde comprar um produto específico”. Isso pode ser resolvido com uma loja on-line que atenda às necessidades dele.

Esse foi um exercício de imaginação, mas, na fase de definição, para realmente encontrar a questão a ser solucionada, é necessário considerar as dores do seu público-alvo e, assim, elencar prioridades.

3. Ideação

Esse é um dos melhores momentos, pois é quando as ideias são lançadas e movimentam o projeto. É a fase de juntar os envolvidos, fazer uma imersão para expandir a mente e falarem, juntos, sobre o que pode ser feito para resolver o ponto definido na fase anterior.

É importante que todos sintam-se livres para falar sobre suas ideias, as apenas fixe as que vão ser levadas em consideração para o próximo passo, que é a prototipação. Afinal, prototipar leva tempo e outros investimentos e você precisa otimizar seus recursos.

4. Prototipação

A hora de colocar tudo em prática chegou! É no momento da prototipação que as ideias selecionadas anteriormente passam a tomar forma. Por isso, é importante que você siga todas as etapas com foco para que o seu fluxo siga a linha de raciocínio estabelecida.

Algo que deve ser reforçado é que, como o próprio nome se refere — “prototipação” —, você não precisa se preocupar em entregar algo perfeito, sem nenhum defeito. A ideia é realmente fazer o Menor Produto Viável (MVP) para realizar testes e tornar sua casa digital o ambiente ideal para receber os visitantes.

5. Testes

Ao criar o protótipo, você pode começar a fazer testes. Um truque interessante é pedir para que pessoas que tenham o mesmo perfil do seu público-alvo possam acessar e analisar como a plataforma está. Assim, você confere se ela está receptiva ao estilo de usuário que você espera.

Nos momentos de teste, esteja aberto a ouvir feedbacks e liste todas as melhorias que devem ser feitas para, então, tornar o seu site um ótimo local que favorece a experiência do usuário.

Crie o seu site com a aplicação do Design Thinking

O que achou de conhecer mais sobre Design Thinking? Agora você pode aplicar essa abordagem para criar o seu próprio projeto! Sabe o melhor de tudo? Não vai precisar de conhecimentos técnicos em programação, pois, com o criador de sites da GoDaddy fica muito mais fácil desenvolver sua plataforma digital com cliques e seleções intuitivas. 

Por isso, com as etapas que aprendeu e a facilidade de usar nosso website builder, você terá as páginas prontas em menos tempo e com a eficácia que precisa!

Gostou? Comece agora mesmo com líder no segmento de soluções digitais, conte com a GoDaddy!

 

Beatriz Okubo
Bia Okubo é Publicitária especializada em Marketing Digital e Analista de Conteúdo na Agência Mestre, onde trabalha criando conteúdos de valor para empresas se desenvolverem e gerarem bons resultados em seus negócios. Acredita que um dia tem poucas horas para muitas ideias e, por isso, confia no poder de um conteúdo estratégico. Escreve para seu próprio blog, grava vídeos, estuda e quando não está fazendo nada disso, pode esperar que alguma outra estratégia está por vir!