Conheça 11 dicas de segurança na internet para empreendedores

Empresa segura!

O mundo digital é capaz de abrir muitas possibilidades para empreendimentos expandirem sua marca. Entretanto, é preciso ficar ligado em alguns protocolos e dicas de segurança na internet para garantir antes de criar suas páginas online.

Afinal, assim como na vida real, a privacidade e segurança na internet também deve ser levada a sério. Há mecanismos de fraude e ataques de hackers que podem ter como vítimas tanto sua empresa quanto seus clientes. 

E não por acaso há muitas pessoas que, inseguras com as novidades do ambiente digital e das notícias que escutam por aí, deixam de fazer transações comerciais ou doar seus dados com medo de serem enganados.

Existem muitos especialistas em golpes online que estão interessados em derrubar plataformas, ou até roubar dados e aplicar fraudes financeiras para receber pagamentos indevidos. 

Portanto, é essencial estar por dentro de algumas boas práticas para criar uma empresa virtual, pois isso vai dar mais credibilidade ao seu negócio e vai diminuir consideravelmente a quantidade de pessoas que desistem de fazer negócio com você por receio de golpes.

Nas 11 dicas de segurança de internet deste post, você encontrará:

  1. ter um site;
  2. backup e cópias de segurança;
  3. criação de senhas seguras;
  4. autenticação em dois fatores;
  5. certificado SSL;
  6. servidores e hospedagem;
  7. antivírus;
  8. conexão segura e Firewall;
  9. cuidado com fraudes e golpes;
  10. cloud computing;
  11. gestão do armazenamento de dados dos clientes.

Continue lendo para descobrir mais sobre o assunto!

Dicas de segurança na internet

Existem uma série de ações que podem ser tomadas para garantir a segurança do seu site e transmitir isso para seus clientes e usuários. 

Desde o investimento em ferramentas antivírus até a contratação de Certificados de Segurança SSL, confira abaixo onze dicas de segurança na internet que você deve ficar de olho.

1. Ter um site

Criar uma loja virtual diretamente nas redes sociais pode ser bastante prático, já que você pode criar conteúdo, engajar com o público, aumentar a visibilidade e vender, tudo em um só lugar. 

Mas, já parou para pensar no que pode acontecer se a sua conta for hackeada ou desativada e você não conseguir reavê-la de volta? Supondo que você tinha 10 mil seguidores, como fazer para entrar em contato com esses clientes novamente? Infelizmente, a audiência será perdida.

Tendo um site, você consegue captar informações dos seus compradores na hora de fechar a compra, pois eles precisam fazer um cadastro com e-mail. Mesmo que, por algum motivo, a plataforma saia do ar, esses dados estão guardados no sistema.

O Criador de Sites da GoDaddy tornou ainda mais fácil contar com um domínio e hospedagem próprios para chamar de seu. Seguro, fácil de personalizar e com otimizações para marketing digital: essa ferramenta simples e intuitiva pode ser um passo enorme para ter segurança na internet.

Quer aprender como criar um site seguro do zero? Veja abaixo esse vídeo especial da GoDaddy Brasil:

2. Backup e cópias de segurança

Fazer backup e cópias de segurança também é muito importante — afinal, sem a atualização dessas informações, aqueles dados dos clientes que você coletou não estarão disponíveis para acessá-los.

O ideal é que você automatize o backup para que ele seja feito periodicamente. De qualquer forma, lembre-se de ativar a cópia toda vez que fizer alguma alteração no site ou, então, ao menos uma vez por mês.

Esse é um excelente caminho para garantir a segurança de dados na internet.

3. Criação de senhas seguras

Uma das dicas de segurança na internet mais simples é a criação de senhas difíceis. Mesmo que haja uma tentação em fazer algo fácil para que você possa lembrar com mais facilidade — ou então usar aquela chave de acesso que já é utilizada em todas as suas redes sociais —, para o seu negócio, priorize algo mais elaborado. 

Use:

  • ao menos oito dígitos;
  • letras maiúsculas e minúsculas;
  • números;
  • caracteres especiais (.,*#)

Evite:

  • seu nome ou de familiares;
  • letras e números sequenciais;
  • palavras relacionadas ao seu negócio.

4. Autenticação em dois fatores

Outra forma de proteger a entrada ao seu site e o acesso aos dados é utilizando a autenticação em dois fatores. Em geral, ela funciona com o uso da senha com o auxílio de mais um passo para que haja a liberação.

O aplicativo mais famoso e utilizado para esse fim, por exemplo, é o Google Authenticator.

Vai depender do seu sistema e da plataforma, mas existem opções que exigem o uso de: 

  • um código enviado por e-mail ou sms; 
  • identificação facial ou pela digital;
  • ou mesmo por app específico, como o Google Authenticator

De qualquer forma, é um “obstáculo” a mais, caso alguém tente hackear.

5. Certificado SSL

Entre as dicas de segurança na internet, é importante considerar não só aquilo que serve para você em relação ao seu negócio, mas também na situação dos visitantes do seu site. 

Eles precisam de uma garantia de que navegar na sua página não oferece nenhum risco, principalmente se eles irão fazer compras e fornecer seus dados pessoais.

Para isso, é essencial que você faça a instalação de um certificado SSL, que é um protocolo de autenticação que adiciona camadas de segurança no site — além de colocar aquele cadeado que aparece ao lado da barra de endereço e prefixo HTTPS.

Saiba mais sobre o Certificado SSL e seus benefícios para a segurança de dados na internet. 

6. Servidores e hospedagem

Já parou para pensar que o tipo de servidor que você escolhe pode influenciar na segurança do seu site? 

Um servidor compartilhado, por exemplo, aumenta as chances de falhas de desempenho, por exemplo. Portanto, prefira uma opção em VPS ou dedicado.

Além disso, é importante escolher um serviço de hospedagem web igualmente seguro. Confira todas as opções de hospedagem da GoDaddy e veja qual melhor se encaixa para a segurança do seu site.

7. Antivírus

Essa é uma das dicas de segurança na internet mais básicas. Todos os computadores da sua empresa devem ter antivírus instalado. 

Esse software irá barrar as tentativas de invasão de malwares e vírus, que poderiam prejudicar não apenas o funcionamento da máquina, mas também impede que haja algum tipo de invasão.

8. Conexão segura e Firewall

Jamais conecte seus computadores a uma rede desconhecida e aberta. Fazer conexão à internet sem saber a procedência pode expor os seus dados a pessoas que estão tentando acessar suas informações.

Aliás, mesmo usando sua própria rede, ative sempre o Firewall, que são as camadas de segurança que o seu computador coloca para poder acessar as páginas da internet — e quando ele entender que alguma delas pode ser perigosa, ele vai te avisar.

Por fim, em sua empresa, invista na conexão segura e bloqueio de alguns sites que possam ser prejudiciais.

9. Cuidado com fraudes e golpes

Você com certeza já ouviu falar das fraudes e golpes via internet, não é verdade? Existem várias formas como isso pode acontecer, mas, em geral, uma das práticas mais comuns é o envio de boletos por e-mail de alguma empresa cujo serviço você contrata. É o caso de prestadoras de serviço.

Para evitar que isso aconteça, verifique sempre o endereço eletrônico que te enviou a fatura e se ele está de acordo. 

Também vale a pena considerar que, se você costuma receber a conta pelo correio, a empresa não enviará de um dia para o outro pela internet. Toda empresa costuma seguir um padrão específico para dar confiança aos seus clientes.

Outra forma de evitar golpes é não clicar em links cuja procedência você não conhece. Eles podem ser iscas para instalar vírus, roubar seu acesso às redes sociais, sistemas, filtrar senhas, entre outras coisas.

10. Cloud computing

Cloud computing é um sistema de armazenamento na nuvem. Ele permite que você salve dados, imagens, vídeos, documentos, etc, em um drive que pode ser acessado pela internet desde qualquer lugar, bastando apenas ter internet e senha de acesso.

Isso garante que suas informações estejam disponíveis sempre e não dependam de uma máquina física — o que seria um problema caso o HD pare de funcionar e perca todos os seus dados. 

Portanto, utilize os recursos da transformação digital a seu favor.

11. Gestão do armazenamento de dados dos clientes

Ainda pensando em soluções que estão relacionadas aos consumidores, é preciso criar um bom sistema para armazenar os dados que eles fornecem. 

O vazamento de informações é uma das maiores preocupações da atualidade na internet e essa situação acontece por conta de falhas no gerenciamento.

Aliás, por conta da nova Lei Geral de Proteção de Dados, isso se tornou um problema ainda mais grave. Todas as empresas devem garantir a confidencialidade das informações de seus clientes.

E aí, gostou do conteúdo? O que achou das nossas onze dicas de segurança na internet? São várias as formas de garantir a proteção do seu site e passar credibilidade aos seus clientes.

Por sua vez, a GoDaddy possui excelentes soluções de segurança na WEB. Confira os benefícios de cada uma delas e trabalhe a favor da reputação da sua marca na internet.

Até a próxima!

Isabela Guiaro
Isabela Guiaro é jornalista e Analista de Conteúdo na Agência Mestre. Pós-graduada em Globalização e Cultura, é apaixonada por estudos relacionados à cultura latino-americana e pelo idioma espanhol, além de saber até demais sobre as indústrias musical e cinematográfica da América Latina. Conecte-se com Isabela pelo Twitter.