Veja 5 Dicas de Google Analytics para Usar em Seus Projetos

As dicas que vão fazer seu site deslanchar!

Será que o seu site está trazendo bons resultados? O entendimento dos negócios digitais e a tomada de decisões dependem de uma análise profunda. É preciso verificar tudo o que está acontecendo ou deixando de acontecer na sua casa virtual. Essa tarefa pode ser muito simples e assertiva, desde que você conheça boas dicas de Google Analytics. 

Dizemos isso, pois muita gente acaba errando nos projetos por, simplesmente, não saber o que considerar ou como avaliar os dados do Google. O segredo é selecionar as métricas que façam sentido para você e interpretá-las. Confira todas as dicas e tenha sucesso no seus investimentos!

Antes de falarmos das dicas de Google Analytics, verifique se o serviço está instalado corretamente

O primeiro passo para você ter sucesso é fazer a instalação correta da ferramenta. Após criar ou acessar sua conta Google, basta preencher todos os campos: nome da conta, do site e nicho. 

Após o preenchimento, você vai receber o código de acompanhamento, certo? No caso de blogs, por exemplo, é aconselhável fazer a configuração e inserir os números manualmente, ao invés só clicar para automatizar a ferramenta de web análise. 

Depois de fazer a instalação e configuração corretamente, vamos descobrir as dicas de Google Analytics? Confira: 

1. Não analise todas as métricas

Esse é um erro clássico. A grande maioria dos iniciantes em Google Analytics acredita que é preciso acompanhar e analisar absolutamente todas as métricas, o que pode ser muito complicado, já que a ferramenta é bastante extensa.

O melhor, então, é definir quais são os relatórios mais interessantes para você entender a assertividade dos seus projetos. Por exemplo, no caso de um e-commerce, logicamente, será necessário olhar as métricas de conversão (vendas). 

Já para um blog, faz mais sentido observar as métricas de tempo médio de sessão (quanto tempo o usuário permaneceu na página do artigo). 

2. Defina metas

Com a seleção das métricas mais importantes, devemos pensar em definição de metas. O ideal é anotar todos os seus objetivos, sejam eles para curto, médio ou longo prazo. 

Sendo assim, pense bem, quais melhorias seu site precisa: aumentar o número de visitas? Diminuir a taxa de rejeição (usuários que acessam a URL, mas saem sem interagir)? Ter novos visitantes? Vender mais produtos? 

Os objetivos podem variar completamente dependendo do projeto. O importante é definir tudo e, com isso, buscar as dicas de Google Analytics.

3. Estude melhor seu público-alvo

Quando falamos de um site — seja institucional, blog, e-commerce ou de qualquer outro tipo —, não adianta traçar as metas sem considerar os usuários. 

No painel “público-alvo” do Google Analytics, você pode ver os acessos em tempo real ou de períodos passados.  

Além disso, a ferramenta mostra de qual cidade as pessoas estão acessando, por quanto tempo ficaram nas páginas, se é um usuário novo ou recorrente e o mapa de cliques — esse último fator é essencial para você entender a jornada de compra ou geração de leads. Com isso, você consegue ter insights para melhorar a performance da sua casa virtual. 

Um exemplo: analisando os relatórios, você viu que a maioria dos usuários chega à página de produtos, mas acaba não realizando a compra. A partir disso, você pode pensar em estratégias para mudar esse cenário, entre elas pode ser: otimização da página de checkout, conteúdos baseados em neuromarketing para causar o gatilho mental, imagens mais detalhadas dos produtos, etc. 

4. Integre serviços do Google

A integração dos serviços do Google ajuda bastante a definir novas estratégias e alcançar melhorias. 

Por isso, procure integrar, por exemplo, o G.A ao Google Adwords para você conseguir analisar os anúncios que criou, além disso, a assertividade de palavras-chave, ou seja, se estão gerando tráfego orgânico

5. Entenda as variáveis para interpretar os dados

Mais uma das principais dicas de Google Analytics é: interpretação. Isso quer dizer que, não adianta você somente pegar os relatórios, é essencial saber interpretá-los. O entendimento adequado deve levar em conta algumas variáveis. 

Vamos supor que você observou que o número de sessões do seu site aumentou de 5 mil para 10 mil. Parece excelente, não é mesmo? Mas você precisa analisar se esses usuários são apenas novos ou recorrentes.

Isso porque, se as sessões forem apenas novas, significa que os seus produtos e conteúdos não mantêm as pessoas. E se as visitas forem só recorrentes, significa que a sua audiência não está aumentando. O ideal é ter um equilíbrio. 

Resumindo, os dados do G.A precisam ser profundamente analisados com base nas suas metas, no seu público-alvo e no seu tipo do seu projeto. 

Gostou deste artigo? Aproveite para conferir outras dicas para sites aqui no blog e não deixe de conhecer ainda as soluções digitais da GoDaddy! 

Bruna Diniz
Buna Diniz é Jornalista e Analista de Marketing de Conteúdo na Agência Mestre. Nas horas fora do trabalho, cursa especialização em Língua Portuguesa, além disso, adora ler, ouvir música e assistir a documentários.