Pensando em Começar um Negócio? Veja Este Guia de Início Rápido pra Você!

Começando com o pé direito!

Se você está se sentindo estagnado em sua rotina atual e desencantado com a perspectiva de trabalhar para outra pessoa, é hora de pensar seriamente em seu sonho de iniciar uma empresa. Ser seu próprio chefe é libertador, gratificante e pode abrir sua vida para novos horizontes.

Além disso, com tantas opções de financiamento, ferramentas digitais e Internet à disposição, iniciar um negócio nunca foi tão fácil. Aqui estão cinco etapas simples que podem levar você a estabelecer uma base sólida para sua futura empresa. 

1. Encontre uma boa ideia de negócio

Depois de ter decidido colocar a mão na massa (literalmente), é hora de iniciar um processo de verificação onde você expõe todas as suas ideias, inclusive as mais absurdas, e vai afunilando para manter as que parecem possíveis e até lucrativas.

Comece fazendo uma lista de todas as ideias que você acha que são possíveis. Não hesite em deixar essa lista o mais longa possível. Com essa lista em mãos, avalie cada uma das ideias com base nos seguintes critérios: 

i. Singularidade

Uma ideia única nem sempre precisa ser uma ideia que nunca foi testada antes. O que a torna especial e bem-sucedida é a proposta de valor que você cria para seus clientes. Você pode estar fazendo algo que centenas de outros já estão fazendo, mas ainda pode ser o melhor.

Por exemplo, você pode ser um designer gráfico, mas ainda assim obter um grande sucesso devido ao seu talento único; ou você pode iniciar uma mercearia online, e ter mais clientes do que outros, porque você se esforça para realmente conhecer todos eles e atender às suas necessidades específicas. 

ii. Paixão

Sua ideia é algo que você acredita poderá ser uma paixão por longos anos ou parece ser ligada apenas a uma fase da qual você se afastará mais tarde? Seu próximo negócio vai mudar a sua vida e ocupar grande parte dela. Além do seu horário de trabalho, você inevitavelmente gastará muito mais tempo pensando sobre isso. Portanto, se isso não é algo por que você se sente verdadeiramente apaixonado, definitivamente não é uma boa ideia. 

iii. Habilidades

Uma ótima ideia de negócio é aquela que combina seus  interesses com suas habilidades. Em outras palavras, goste do que você faz e seja ótimo nisso. Sua gana e experiência irão refletir em seu trabalho e incentivar as pessoas a fazer negócios com você. Você pode começar do zero, adquirir novos conhecimentos e aprender uma habilidade que não tinha antes, mas tenha paciência para dominar cada aspecto antes de querer extrapolar para um negócio completo. 

iv. Viabilidade Comercial

Vamos supor que sua ideia esteja de acordo com todos os itens acima. Uma última pergunta que você precisa fazer é: existe uma demanda pelo que você planeja vender? Estude o mercado e verifique se há pessoas procurando o que você planeja oferecer.

2. Faça um plano de negócios completo

Quando você finalmente iniciar o seu negócio, perceberá que há muito mais a fazer do que o que você considerava. Nesses momentos, um sólido plano de negócios ajudará você a se manter focado nos objetivos que traçou. Em vez de gastar tempo formulando um plano elaborado, mas muito abrangente e com pouco foco, reduza-o a esses pontos específicos: 

  • Problema: Qual é a necessidade que sua ideia de negócio pretende resolver?
  • Solução: Qual é o seu produto ou serviço e como ele resolverá este problema?
  • Públicoalvo: Quem são seus clientes? Você pode defini-los em detalhes criando diferentes personas de compradores. Isso também ajudará você a criar campanhas de marketing direcionadas e mais eficazes.
  • Concorrentes: Quem são seus principais concorrentes e como eles estão atraindo e interagindo com os clientes?
  • Fatores de sucesso: Quais são seus diferenciais? O que você fará de diferente e como fará?
  • Recursos: O que você precisa, minimamente, para colocar sua empresa em funcionamento? Além dos recursos físicos, é um bom momento para considerar se você precisa contratar colaboradores para sua equipe. 

3. Dê nome à sua empresa

Enquanto você pensa no nome da sua empresa, pense simultaneamente em outros aspectos importantes, como nome de domínio (que é o endereço do seu site), identificadores de mídias sociais e até mesmo o design do seu logotipo (e como o seu nome ou marca ficará visualmente).

Isso ocorre porque, como um novo negócio, você precisa de consistência na sua marca para que as pessoas possam identificá-la facilmente. Por exemplo, quando as pessoas se deparam com sua página do Instagram, devem poder associa-la imediatamente com sua empresa, com seu site.  Aqui estão algumas coisas que você deve ter em mente ao pensar no nome da sua empresa: 

i. Significância

Seu negócio é o culminar de interesses e habilidades que você desenvolveu durante toda a sua vida e de longos anos de trabalho dedicados. É justo que você escolha um nome que seja significativo para você e reflita a personalidade da sua empresa. Deve despertar em você alegria, motivação e um sentimento de pertencer.  

ii. Unicidade

Você está prestes a entrar no mundo dos negócios, onde a concorrência é intensa. Escolha um nome único e intrigante, que faça as pessoas quererem aprender mais sobre você e que ajudará as pessoas a diferenciá-lo dos seus concorrentes. 

iii. Relevância

A criatividade é importante, mas evite exagerar escolhendo algo completamente aleatório e sem sentido. As pessoas não vão gastar tanto tempo tentando lembrar o nome da sua empresa. De preferência, escolha um nome que comunique algo sobre o seu negócio, como o produto que você vende ou o setor ao qual pertence. 

Quando se trata de nomes de domínio, novas extensões de domínio específicas do setor podem ajudar a estabelecer seu nicho e a criar uma presença online mais significativa. Por exemplo, se você deseja dar aulas de macramé online durante a pandemia do COVID-19, seu nome de domínio pode ser www.aprendamacrame.online. Se você está iniciando uma loja que vende seus pratos veganos caseiros, seu nome de domínio pode ser www.cozinhavegana.store. Se você for um webdesigner (e seu nome for Ana), você poderá optar por www.anadesign.tech.

Cozinha Vegana

iv. Simplicidade

Nomes curtos, simples e diretos são fáceis de comunicar e de lembrar, o que facilitará aos usuários encontrá-lo. Portanto, evite nomes que sejam muito longos e palavras complicadas com grafias ambíguas. Você também deve pensar bem antes de decidir pelo uso de números (eles podem confundir as pessoas sobre se precisam escrever ou usar algarismos) e caracteres especiais, como hifens, no nome da sua empresa e no seu nome de domínio. 

v. Disponibilidade 

Antes de definir o nome da sua empresa, verifique se já não está sendo usado por outra pessoa ou empresa e, se encontrar um nome igual ou similar já em uso, investigue para saber que tipos de negócios ou para que públicos está sendo usado. É bom saber também se estas empresas que o estão usando estão protegidas pelas leis de marcas registradas. As batalhas jurídicas por uso de marcas são caras e podem potencialmente arruinar sua reputação antes mesmo de você passar pela fase inicial do seu negócio.

Além disso, verifique se o nome de domínio que você escolheu está disponível para registro. Lembre-se: muitas vezes, o nome de domínio é exatamente igual ao nome da empresa. Então este é o momento para verificar a disponibilidade do domínio. Você pode fazer isso aqui:

Criação de sites

4. Crie seu site

Independente de você usar ou não seu site para realizar vendas diretamente, você precisa de um site para permitir que as pessoas o encontrem facilmente. Hoje em dia, a maioria das pessoas usa a Internet para procurar o que precisa, de cabeleireiros em sua vizinhança a imóveis para alugar ou, ainda, para fazer compras online. Antes de criar seu site, lembre-se do seguinte:

i. Objetivo

Como você deseja posicionar seu site? Se você está entrando no comércio eletrônico, precisa de um site onde as pessoas possam navegar facilmente pelos produtos e fazer pagamentos seguros. Você também pode estar interessado em iniciar uma plataforma de conteúdo relacionada ao seu setor. Se você for da área de criação, precisará de um site que mostre seu portfólio. Ou você pode apenas querer criar um site com informações básicas da sua empresa e dados de contato. 

ii. Design

Seu design e identidade visual devem refletir o objetivo do seu negócio e a personalidade da sua marca. Escolha as cores, a tipografia e outros elementos que estejam alinhados com o tipo de sentimento que você deseja evocar nos visitantes do site. Por exemplo, um site de moda pode usar imagens ousadas e bonitas junto com fontes divertidas, enquanto no site de um escritório de advocacia, um layout limpo sem elementos que distraem, fontes fáceis de ler e cores simples darão uma impressão mais séria e profissional. 

iii. Hospedagem

Existem vários provedores de hospedagem que atendem a públicos e orçamentos específicos. Qualquer que seja a sua opção, verifique se o provedor oferece pelo menos essas funções: 

  • Contas de e-mail: como info@nomedaempresa.online
  • Acesso FTP: para poder carregar arquivos do seu computador no seu site
  • Compatibilidade com WordPress: com ou sem um blog, você precisará de um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (CMS) para gerenciar seu site, e o WordPress é o mais usado. 

iv. Segurança

As ameaças cibernéticas são reais e muito comuns, portanto, um certificado SSL (Security Sockets Layer) é essencial para tornar seu site seguro, especialmente se você solicitar informações pessoais e de pagamento dos visitantes. 

5. Planeje as finanças da sua empresa

Ter fundos suficientes antes de entrar no negócio garantirá que os primeiros meses de operação sejam ininterruptos. Priorize os itens dentro de suas necessidades financeiras e comece a alocar o orçamento necessário para eles. Existem várias opções de financiamento que você pode explorar: 

i. Autofinanciamento

Se você tiver dinheiro suficiente para apoiar seus negócios nos primeiros meses, o autofinanciamento pode ser a melhor maneira, e a mais fácil, de obter fundos. Dessa forma, você não deve dinheiro a ninguém e toda a sua receita pode ser investida de volta nos seus negócios. 

ii. Amigos e família

Pessoas que o conhecem bem e se preocupam com você também podem ser grandes aliados dos seus negócios. O maior benefício do empréstimo de amigos e familiares é que seus termos de pagamento podem ser mais flexíveis e amigáveis. 

iii. Empréstimo 

A maioria das instituições financeiras oferece empréstimos com limites de crédito e taxas de juros que variam. Fale com seu banco ou seu consultor financeiro para encontrar a melhor opção pro seu negócio. 

iv. Investidores anjo

Várias grandes empresas e empresários buscam empresas promissoras de novos empreendedores para diversificar seu portfólio de investimentos. No entanto, o mercado de startups é muito competitivo e você precisa criar uma proposta de valor realmente atraente para o investidor, se quiser optar por essa opção. Além disso, lembre-se de que isso pode diluir seu controle sobre seus negócios em certa medida (dependendo da participação do investidor). 

Conclusão

Depois de ter seu plano pronto e seus recursos pensados e alocados, é hora de parar de procrastinar, reunir toda a sua força de vontade, coragem e energia, e começar a trabalhar! Sair do seu emprego, sair da sua zona de conforto e iniciar um novo negócio pode parecer algo assustador, mas se você permanecer concentrado e trabalhar duro, essa poderá ser a decisão mais gratificante que você já tomou. 

Para mais dicas de empreendedorismo como essa, basta continuar acompanhando o blog da GoDaddy Brasil!