Manual de Marca — Porque Ter um e Como Construí-lo

Produtos mencionados
Tenha um documento de identidade visual para seu negócio

O manual de marca é um documento que vai orientar profissionais de marketing e publicidade no momento da criação de material para o seu negócio. É a garantia de uma comunicação clara e certeira com seu público-alvo, mas não apenas isso, é responsável também por economia de tempo e dinheiro.

Neste artigo você verá a importância de um manual de identidade visual e quais elementos devem estar inclusos.  Boa leitura! 

Por que ter um manual de marca para seu negócio?

O manual de marca, como falamos acima, é um documento com todas as orientações para criação de materiais da sua empresa. É ele quem vai dizer quais são as cores, fontes, símbolos e tudo o mais que se refere a identidade visual de um negócio. 

A primeira vantagem desse material, é a economia de tempo e investimento. Imagine encomendar uma grande quantidade de cartões de visita e, depois de pronto, perceber que a cor do logotipo está diferente. 

É para isso que esse manual existe, para facilitar o reconhecimento dos padrões da comunicação visual de uma empresa. Além disso, outros benefícios de ter esse material são:

  • comunicação mais clara e eficaz com seu público-alvo: isso acontece pois o manual fará com que o designer, programador ou até mesmo equipe de marketing saiba quais elementos usar para se comunicar com seus clientes; 
  • aplicação correta e padronização da identidade visual da marca: todos os detalhes de cores, medidas, materiais de impressão etc ficam definidos, facilitando a publicidade e tudo o mais que está presente no seu negócio, como embalagens, por exemplo;
  • terceirização de campanhas: se sua empresa está em crescimento, chegará um ponto em que passar a elaboração de campanhas de marketing para outras empresas será necessário. Se esse for o caso, o manual de marca será obrigatório para que não haja erros.

O que deve ter em um manual de marca?

A elaboração de um manual para marca é uma etapa tão importante quanto a aplicação das orientações. Afinal, qualquer falta de informação pode dar espaço para um material diferente do esperado. 

Por exemplo, caso não esteja especificado as dimensões exatas das fotos dos produtos da sua loja online, elas podem ficam distorcidas, grandes demais ou pequenas demais. Isso prejudica a reputação da marca, como também pode afastar compradores. 

Veja, a seguir, o que incluir e como o manual de marca do seu negócio deve ser elaborado:

Dados e apresentação da empresa

Nas primeiras páginas do manual, é interessante que dados da empresa estejam incluídos, como:

  1. nome fantasia;
  2. razão social;
  3. CNPJ;
  4. site;
  5. e-mail e telefone para contato;
  6. nome e contato dos responsáveis das áreas mais importantes.

Depois disso, é preciso apresentar a empresa. Além de valores e missão, procure incluir toda a história da marca, visão estratégica, além de como ela quer se comunicar com seu público e ser vista no mercado. 

O conceito da marca também deve estar presente no seu manual de marca. Por isso, procure explicar por que o logotipo é do jeito que é, por que as cores são aquelas etc. 

A assinatura da empresa

Para que a assinatura da empresa, ou da marca, seja sempre aplicada da mesma forma, é preciso ter definido os seguintes aspectos:

  • tipografia: fontes principais e secundárias que não podem ser alteradas, negrito e tamanho da fonte;
  • versão da marca: para dar mais liberdade para os designers criarem em cima da identidade visual da empresa;
  • cores: a paleta que não pode ser alterada, no máximo com alguns tons ajustados e preferencialmente com códigos CMYK e RGB de cada cor informados;
  • aplicação em fundos: como deve ser o logotipo caso seja aplicado em fundos de cores diversas, aplicado em negativo, em cima de outras imagens e qual sua dimensão;
  • elementos adicionais como texturas. 

Identidade fotográfica

Não são apenas e-commerces que utilizam fotos. Muitas outras marcas também têm fotos que fazem parte da sua identidade visual. Em algumas campanhas de publicidade pode até ser necessário imagens inéditas, por isso é muito importante orientar exatamente como deve ser o estilo dessas fotos, como:

  • cores;
  • tipos e níveis de edição;
  • cenários;
  • perfil de modelos, se esse for o caso, etc. 

Proporção e tamanho dos elementos 

No caso de logotipo, que pode ser aplicado em sites, embalagens etc, é preciso incluir a malha construtiva e redução mínima no manual de marca. Isso nada mais é do que a proporção, medida, dos elementos para que algo não fique ilegível. São dimensões que devem ser muito bem respeitadas. 

Exemplos de aplicação

O logotipo da sua marca será aplicado em quais lugares? Se você já souber disso, é indicado que inclua exemplos no manual de marca, isso já facilita o entendimento do profissional que for fazer aplicar o logo em materiais como:

  • sacolas;
  • uniformes de funcionários;
  • papel timbrado;
  • brindes;
  • adesivos, etc. 

porque-ter-um-manual-de-marca

O que não pode ser feito

Não usar certas cores, mudar alguns elementos ou alterar proporções. Esses são alguns exemplos do que você pode incluir no manual de marca como “pontos que não devem ser alterados de jeito algum”. 

Esses direcionamentos são muito úteis para quem for aplicar a identidade visual da marca ter 100% de certeza do que não fazer. 

Bônus: manual de marca para e-commerce 

Para quem tem um e-commerce, o manual de marca é tão importante quanto para quem possui qualquer outro tipo de empresa. Se você tem uma loja virtual, veja as dicas a seguir: 

 Use cores  e ícones para reforçar a identidade da marca mas também ajudar o cliente  

Além das cores que você  irá usar no logo, é importante incluir a paleta de cores do seu e-commerce para que seja aplicada no layout do site, e-mails personalizados e até mesmo publicações em redes sociais.

Mas não apenas para isso, as cores são fundamentais também para ajudar na navegação das pessoas por sua loja virtual, como produtos com desconto, frete grátis etc. Além disso, ícones são ótimos para direcionar o cliente para finalizar a compra, entrar em contato com o suporte da loja, etc. 

Estabeleça uma hierarquia das informações

As cores e fontes informadas no manual da marca também servirão para reforçar a hierarquia das informações e campos do seu site. Isso ajuda na navegação do usuário. 

Outros pontos para atentar-se na arquitetura do seu site em relação ao texto são:

a primeira informação a aparecer na página deve descrever o site em poucas palavras e estar próxima ao logo, são os Title e a Description;

  • parágrafo curto abaixo do primeiro texto. Se deseja chamar a atenção para alguma promoção, por exemplo, é indicado utilizar cores vivas e chamativas nesse texto;
  • para textos muito longos, por exemplo a descrição de algum produto, inclua a função “Leia Mais” ou “Saiba Mais”. 

Este artigo foi útil para você? 

Se você está começando um e-commerce ou já tem um e quer ter mais dicas técnicas do que fazer para melhorar seu desempenho, continue acompanhando o blog da GoDaddy!

Imagem de: https://www.pexels.com/pt-br