O que é landing page? Veja 5 exemplos para vender mais!

Convertendo visitantes!

Entender  o que é landing page é fundamental se você tem um site e quer fazer o seu nome em um mercado tão competitivo. Isso porque essas páginas são componentes importantes das estratégias de marketing digital nos dias de hoje, pois é nelas que geralmente se convertem os leads e clientes de uma marca.

São várias as esferas envolvidas nesse trabalho. Uma delas é o Inbound Marketing, que busca construir uma relação com o possível cliente e, futuramente, vender. 

Porém, antes de entender verdadeiramente o que é landing page, é preciso aprofundar um pouco mais no Inbound Marketing. As empresas precisam, cada vez mais, desenvolver novas formas para chamar a atenção do público, certo? 

A essência dessa estratégia é desenvolver e compartilhar conteúdos relevantes, nutrindo aquela pessoa de várias maneiras, até ela estar pronta para comprar o seu produto. Tudo online. 

Continue lendo o artigo para entender tudo sobre landing page auxiliam nesse processo!

O que é landing page e qual o seu papel no inbound marketing?

Uma landing page é, basicamente, uma página de conversão. É lá que você transforma o seu tráfego de pessoas em leads ─ potenciais consumidores que demonstraram algum interesse naquilo que você oferece.

Para entender o que é landing page, é preciso saber que dentro dela estão contidas informações que convencem a pessoa que está trafegando a dar algumas de suas informações pessoais (como nome e e-mail para contato) em troca de um conteúdo rico de seu interesse, que pode ser um e-book, por exemplo. 

Já fez o download de algum e-book na internet? Muitos destes materiais foram pensados, desenvolvidos e veiculados com o objetivo de nutrir leads. Essa nutrição significa que eles estão sendo preparados para a compra de seu produto, independente de qual seja.

Geralmente, para baixar um desses infoprodutos é necessário preencher um formulário com dados pessoais. Para se ter uma idéia: 62,5% das landing pages usam formulários com esse objetivo, segundo a Unbounce

A partir do momento que você tem informações de contato de seu lead, também consegue desenvolver maneiras de conhecê-lo melhor.

Essa página de conversão também pode ser usada para divulgar infoprodutos, como é o caso de cursos online. Nela, você pode usar técnicas de copywriting para colocar argumentos e gatilhos mentais para vendas com o objetivo de fazer o público comprar.

Como fazer uma landing page? Veja boas práticas

Agora que você já sabe o que é landing page, é hora de conhecer melhor   os elementos que a compõem. 

Primeiramente, a parte mais importante é o formulário, já que ele é uma parte fundamental desta página por ser a ferramenta que recolherá as informações do lead. 

Muitos estudos já mostraram que quanto mais campos o visitante tiver que preencher, menor será a taxa de conversão. Portanto, colher apenas informações primordiais, como nome e e-mail, é o mais indicado.

O segundo ponto é a oferta que você está fazendo. O que você dará em troca para aquele possível lead? Ele precisa enxergar valor no que você tem a oferecer. É preciso pensar em qual estratégia mais se adequa ao seu produto e ao material que você dará.

Por último, mas não menos importante, temos o call to action (termo em inglês para a expressão “chamada para ação”). Em landing pages, o CTA é o botão. Se o usuário clicar no botão… sucesso! Você conseguiu mais um lead.

5 tipos de landing pages de marketing digital

Para aprender como criar landing pages que convertem, é preciso conhecer os principais tipos de página de conversão!

1. Página de captura

O foco dessa landing page é capturar leads. Para isso, é oferecido algum conteúdo de valor, como uma planilha ou a inscrição em um webinário, em troca das informações de contato daquela pessoa. 

O layout dessa página é bastante simples, podendo conter os seguintes elementos:

  • título;
  • descrição da oferta;
  • imagem para ilustrar a oferta;
  • formulário para coleta dos dados.

2. Progressive profile

Após coletar os dados, é hora de qualificar esse lead. Afinal, para ser mais assertivo nas suas ações de nutrição e ofertas de produto, é preciso entender qual é o nível de consciência dessa pessoa em relação às suas soluções.

A página de progressive profile contém um formulário mais completo para que você possa conhecer melhor esse potencial cliente. Se você oferecer assessoria de investimentos, por exemplo, pode criar campos com perguntas como “você pretende investir o seu dinheiro neste ano?”.

3. Confirmação pendente

Essa landing page é muito importante para quem utiliza o sistema de confirmação dupla que funciona da seguinte maneira:

  1. o visitante faz o cadastro na página de captura;
  2. é enviado um e-mail de confirmação;
  3. após o usuário clicar no link encaminhado via e-mail, é confirmada a inscrição e ele começa a integrar a sua lista.

Dessa forma, a página de confirmação pendente é exibida ao visitante após a página de captura e orienta o visitante a entrar no e-mail que ele colocou no formulário e clicar no link.

Essa estratégia é muito importante porque evita que na sua lista tenha o contato de pessoas que não estão interessadas na sua marca, o que pode resultar em problemas com a Legislação Geral de Proteção de Dados (LGPD).

4. Página de obrigado

Essa é a página final de conversão do lead, pois mostra que ele confirmou a sua inscrição e explica como o que foi prometido na página de captura será entregue. Por exemplo, se o usuário preencheu o formulário para receber um e-book, a landing page de agradecimento deve falar que o material será entregue por e-mail.

A página de obrigado também é uma oportunidade de divulgar as redes sociais da sua marca ou fazer a oferta de outros conteúdos relacionados, conduzindo o lead pela jornada de compra.

5. Página de vendas

Após capturar o contato do seu lead e nutrir ele com conteúdo relevante por meio das estratégias de e-mail marketing, é hora de fazer a sua oferta. 

Para isso, você pode produzir uma página de vendas. Ela deve trazer argumentos que mantém as objeções dos seus potenciais clientes e convençam eles a comprarem o seu produto.

O criador de sites da GoDaddy, por exemplo, é uma ótima ferramenta para que você construa páginas de vendas e outros tipos de landing pages. 

Ela possui uma vasta biblioteca de fontes e templates + ferramentas bastante intuitivas para você criar páginas incríveis e personalizadas, mesmo sem ter conhecimentos técnicos de design. 

Comece gratuitamente agora mesmo!

Agora que você já sabe o que é landing page e conhece os tipos mais importantes, leia também o artigo sobre as seis melhores estratégias de marketing digital para vender serviços online e tenha mais sucesso nas conversões!

Nadjine Terhoch
Jornalista e apaixonada por literatura e fotografia, Nadjine Terhoch trabalha como Gestora da área de Conteúdo na Agência Mestre. Já foi colunista da Revista Casa Claudia e acredita nos comércios locais e pequenos produtores de sua região, optando por apoiá-los sempre que possível. Você pode se conectar com Nadjine no Instagram (@nadjine)