NGINX: O Que É E Quais Suas Diferenças Para O Apache

Entenda o que é NGINX e quais suas diferenças em relação ao Apache.

Você sabe o que é NGINX, ou “Engine-ex”, como é pronunciado? Esse termo é referente a um software web open source (software de código aberto) de HTTP, proxy reverso, proxy de e-mail e IMAP/POP3, que possui a capacidade de suportar várias conexões simultâneas sem prejudicar a velocidade de um site.

Por essa sua competência, muitos sites grandes têm utilizado o NGINX, como: Google, Netflix, entre outros.

Mas, ele não é a única opção do mercado. Temos também o Apache, um servidor de código aberto, assim como o NGINX. 

Neste artigo, trouxemos informações para você entender como o NGINX funciona, como ele se diferencia do Apache e porque ele pode ser uma boa opção para o seu site. Confira!

O que é NGINX?

Para entender o que é NGINX, é preciso saber que ele foi desenvolvido pelo programador Igor Sysoev com o objetivo inicial de suprir a necessidade de um servidor capaz de atender um alto nível de clientes sem ter a sua performance prejudicada.

Mas, após o sucesso do servidor, foram desenvolvidos alguns recursos adicionais, como:

  • o balanceador de carga: dispositivo responsável pela distribuição do tráfego dos usuários;
  • proxy reverso: servidor de rede que atua como intermediário entre o usuário e os servidores da Web;
  • streaming.

Ele é um servidor web de alta performance focado na distribuição rápida de conteúdos estáticos de um site e possui uma fácil configuração. Ainda conta com um baixo consumo de recursos e possibilita a gestão de inúmeras conexões simultâneas, aumentando a escalabilidade e velocidade do site.

Mais à frente, veremos um pouco mais sobre essas vantagens.

Como o NGINX funciona?

Você já sabe o que é NGINX. Mas, antes de entender como ele funciona, precisamos dar um passo para trás e entender a operação de um servidor web tradicional. Neste caso, temos o seguinte cenário:

  • o usuário solicita o carregamento de uma página;
  • o navegador entra em contato com o servidor do site;
  • o servidor procura pelos arquivos solicitados pelo usuário;
  • os arquivos são entregues ao navegador.

Este exemplo é o que chamamos de “thread individual”.

Agora, vamos entender os processos do NGINX. 

Primeiro, precisamos saber que ele funciona com base em eventos. Portanto, ao invés de realizar a solicitação ao servidor, ocorre um processo chamado “worker”, que por sua vez contém outros processos menores conhecidos como “conexões worker”. 

Então, temos o seguinte cenário:

  • o usuário solicita o carregamento de uma página;
  • as conexões worker levam as solicitações para o processo “worker”;
  • o processo “worker”, por sua vez, envia as solicitações para o processo mestre;
  • o processo mestre retorna o resultado ao usuário.

Com essa estrutura de funcionamento, é possível realizar as conexões simultâneas. Afinal, cada conexão worker tem a capacidade de processar diversas solicitações, agilizando todo o processo.

Quais são as vantagens do NGINX?

O Que É NGINX E Quais Suas Diferenças Para O Apache

Agora que você já sabe o que é NGINX e como ele funciona, talvez você esteja se perguntando se esse servidor realmente vale a pena.

Então, trouxemos três vantagens que ele oferece para contribuir no sucesso do seu site.

1. Velocidade

No tópico anterior, você entendeu que o NGINX funciona baseado em eventos, ou seja, as solicitações feitas ao servidor acontecem de maneira muito mais rápida, contribuindo para executar conexões simultâneas e diminuir o tempo de respostas.

Portanto, se você deseja garantir um alto desempenho para seu site, o NGINX pode ser uma excelente escolha.

2. Escalabilidade

Quando o número de acessos de um site cresce, é exigido mais processamento do servidor. Com o NGINX e seu recurso de balanceamento de cargas, o tráfego é distribuído entre os servidores de maneira que nenhum fique sobrecarregado, permitindo uma escalabilidade maior na execução das tarefas e, consequentemente, melhorando a performance do site.

3. Compatibilidade

A terceira vantagem é a alta compatibilidade do NGINX com os mais variados sistemas operacionais, como:

Além disso, ele também gerencia o tráfego de diferentes aplicativos web de maneira descomplicada. Alguns exemplos bastante conhecidos são:

  • WordPress: sistema de gestão de conteúdo;
  • Python: linguagem de programação de alto nível;
  • Ruby: linguagem orientada a objetos.

Qual a diferença entre NGINX e Apache?

Bom, você já sabe o que é NGINX e quais são as suas vantagens. Mas, você pode estar se perguntando qual a diferença entre ele e o Apache. 

Essa é uma boa pergunta. Afinal, é preciso entender essas diferenças para fazer a melhor escolha. 

Para te ajudar, trouxemos três pontos principais de comparação entre eles. Vamos lá!

1. Performance

O primeiro ponto está relacionado à performance. Isso porque, o NGINX tem a capacidade de operar com uma quantidade muito alta de conexões simultâneas com uma velocidade muito maior que o Apache. 

Além disso, o processo é executado de maneira que a memória consumida pelo NGINX para conteúdos estáticos seja menor. Já para conteúdos dinâmicos, ambos os servidores possuem a mesma performance.

Portanto, se o seu site é mais estático, o NGINX é mais indicado.

2. Interface prática

Apesar de ambos servidores terem a possibilidade de serem pré-configurados e ser necessário apenas a instalação, a configuração do NGINX é mais simples comparada ao Apache.

Portanto, se você ainda está iniciando sua jornada no universo de servidores web, o NGINX será uma escolha melhor.

3. Segurança

Quando falamos sobre segurança, tanto o NGINX quanto o Apache são excelentes opções. Ambos possuem boas políticas de segurança e também contam com atualizações constantes que contribuem para a proteção dos sites.

Agora que você entendeu o que é NGINX e viu que ele é compatível com diferentes sistemas operacionais, leia também sobre hospedagem Linux ou Windows e saiba qual o ideal para você!

Imagem de: https://pixabay.com/pt/

Lívia Bentini
Lívia Bentini é redatora da Agência Mestre. Adora escrever e acredita que compartilhar conteúdo de valor enriquece as trocas entre o público e uma marca. Sempre quer aprender coisas novas e adora o seu trabalho, porque ele o coloca frente a vários assuntos diferentes. Fora da vida profissional, ela gosta de estar em contato com a natureza, conversar sobre a vida e conhecer novos lugares.