Qual a Diferença entre E-commerce e Marketplace?

Produtos mencionados
Escolha a opção certa para seu projeto comercial!

Você está pronto para o “boom” das vendas on-line? Esse setor vem crescendo cada vez mais, e somente em 2017 faturou R$ 47,7 bilhões no Brasil. Para embarcar neste novo modelo de negócio, é preciso primeiro conhecê-lo mais a fundo. Por exemplo, você sabia que e-commerce e marketplace são dois conceitos distintos?

Para entender mais sobre cada modelo de negócio, a GoDaddy Brasil esclarece tudo para você neste artigo!

E-commerce vs. marketplace

Você com certeza já deve ter usado esses termos para se referir a uma loja virtual. Porém, e-commerce e marketplace não são sinônimos e servem para designar modelos diferentes de venda.

De maneira simples de entender, um e-commerce funciona como a loja on-line de uma empresa, que comercializa somente uma marca. Já o marketplace é uma espécie de mercado ou shopping, em que você pode escolher entre produtos de diversas lojas.

Os dois formatos tem características únicas que podem valorizar os produtos de sua empresa. Se você pretende atuar também no meio on-line, é preciso conhecer as particularidades de cada de modelo.

Como funciona um e-commerce?

O conceito de e-commerce é o mais tradicional e comum atualmente. Afinal, muitos setores do mercado adotam esse modelo para a venda de seus produtos, de esporte à decoração.

Uma dos principais atributos, como mencionado, é a venda de somente um rol de produtos próprios de uma marca no site inteiro. Dessa forma, uma empresa que fecha negócios por meio de uma loja virtual, cuida desde a parte do estoque, até a entrega dos produtos.

Antes de abrir seu e-commerce próprio, é preciso prestar atenção em alguns pontos que podem fazer a diferença na sua escolha:

  • investimento inicial — se você decidir abrir um e-commerce é preciso ter em mente que toda a estrutura e investimento será somente seu. Ou seja, você terá que encontrar a plataforma ideal, estruturar uma ferramenta de pagamentos, cuidar da divulgação, etc;
  • pagamentos — quanto mais formas de pagamentos você tiver em seu e-commerce, melhor para seu usuário. Porém, cada opção implementada (boleto, cartão de crédito, débito, PayPal, etc.) tem um custo diferente para seu negócio;
  • segurança — um dos pontos mais importantes é garantir a segurança dos dados de seus clientes. Com uma loja própria, é preciso pesquisar o mercado e encontrar a melhor opção para o seu site. Afinal, é essencial que você mostre aos seus usuários que você é confiável. Para isso, um certificado SSL é a melhor opção. Confira as soluções da GoDaddy Brasil!
  • reconhecimento de marca e concorrência — para um e-commerce próprio se destacar em meios as lojas virtuais já existentes na internet é um grande desafio. Porém, após conquistar uma audiência, ela tende a comprar de você com mais frequência;
  • divulgação e marketing — você pode terceirizar o trabalho, mas será totalmente responsável pela divulgação e ação de marketing de sua loja on-line. Para isso é preciso dispor de um investimento para a visibilidade da marca e a construção de um relacionamento com os clientes.

Se você precisa de ajuda para dar os primeiros passos, a GoDaddy Brasil está aqui para dar todo o apoio!

Conheça nossa solução em loja virtual, uma plataforma em que você pode gerenciar diversos processos — como envio e pagamento — por meio de nossas poderosas ferramentas!

De forma simples e intuitiva, você pode criar um design moderno ou sofisticado para sua loja e produtos. Também já garante:

Marketplace — é a opção certa para você?

Agora chegou a vez de conhecermos mais sobre o marketplace e suas características. Nesse modelo, você pode escolher vender os seus produtos em uma plataforma que reúne diversas empresas e marcas, apresentando ao cliente uma seleção grande de produtos.

É como se o usuário entrasse em um grande shopping virtual, e decidisse de qual loja fosse comprar baseado no produto que mais gostou.

Ou seja, é um local de conexão entre lojas e consumidores, em que o marketplace repassa as informações necessárias, e o seu negócio cuida de algumas logísticas básicas, como a entrega.

Além desse ponto principal, um marketplace tem pontos que são únicos de funcionamento:

  • alcance — ao ingressar em um marketplace você tem a vantagem de aproveitar a relevância e o tráfego desta plataforma. Então, se você ainda não é conhecido no mercado, é uma forma de crescer a sua reputação mais rapidamente;
  • pagamentos — como um marketplace é uma plataforma compartilhada, você não precisa pagar por cada opção de pagamento que oferece. Terá que arcar somente com uma taxa administrativa, pois é o site que irá gerenciar a administração e negociação com instituições financeiras;
  • concorrência — neste shopping virtual é preciso estar ciente que o seu produto aparecerá lado a lado com vários outros concorrentes. Por isso, tenha uma estratégia de preço e um produto de qualidade;
  • investimento financeiro — todo novo negócio tem seus riscos. Porém, ao comparar com o e-commerce, começar com um marketplace pode ser uma vantagem. Isso porque em um site próprio você precisa arcar com todos os custos, seja com site, divulgação e etc. Já no marketplace só paga a taxa sobre os produtos que vende e tem uma plataforma pronta para recebê-lo!

Gostou deste conteúdo? Então continue o blog da GoDaddy Brasil para mais dicas de negócios para otimizar a sua presença na web!

Daniele Souza é jornalista por formação e curiosa por natureza. Atua como Analista de Conteúdo na Agência Mestre, onde trabalha com o que mais gosta de fazer— a escrita — para ajudar pessoas e negócios. Tem sede de aprender sobre tudo, principalmente marketing digital, design, línguas e história. Aprecia as pequenas coisas, como uma boa conversa com amigos e tempo com a família. Sempre foi fissurada por leitura e ama o gênero de não-ficção. Você pode se conectar com Daniele no LinkedIn.