Qual a Melhor Linguagem de Programação para Sites?

Encontre a melhor forma de programar!

Qual a melhor linguagem de programação para sites? Existem vários tipos que podem ser utilizados para a realização de um projeto. São formas distintas de construir as páginas da web e que se adequam melhor a algumas finalidades que outras.

Se você está pensando em construir um site e tem dúvidas sobre qual seria a forma mais adequada de fazê-lo, veja só estas dicas que a GoDaddy selecionou para te ajudar!

Conheça o Criador de Sites da GoDaddy!

O que é a linguagem de programação para sites?

A linguagem de programação para sites é a organização de distintas formas de construir códigos que são capazes de construir páginas na internet que realizam várias funções — exibir conteúdos, produtos, vídeos, imagens, entre outras formas de disseminação de informações on-line. 

Cada uma delas tem objetivos, qualidades, facilidades e dificuldades diferentes. O desenvolvedor web precisa, então, ter o conhecimento de vários desse “idiomas” para que possa realizar seus projetos. 

As linguagens mais comuns são:

  • Java — faz configurações simples em sites e, principalmente, aplicativos;
  • JavaScript — versão que originou do Java, consegue desenvolver páginas mais elaboradas, com conteúdos que interagem entre si, multimídia, entre outras coisas;
  • CSS — mecanismo responsável pela adição de estilos em documentos web, em um mecanismo de cascatas;
  • PHP — possui um sistema de códigos abertos, que não requer licenciamentos, e é uma das linguagens mais simples, sendo recomendado para programadores iniciantes;
  • HTML — essa linguagem de marcação de hipertexto é a forma mais básica de construção de páginas na web.
  • Python — linguagem de programação muito versátil e bastante utilizada em aplicações web, soluções complexas, jogos, cursos de lógica de programação;
  • C e C++ — é uma das primeiras linguagens web ensinadas em cursos de Ciência da Computação. É muito utilizada no desenvolvimento de jogos, editores de texto, editores de imagem e entre outras finalidades como gerenciamento de memória, ponteiros e programação orientada a objetos;
  • Ruby — é linguagem de programação fácil, legível, de sintaxe simples e também orientada a objetos. É bastante utilizada para o desenvolvimento de aplicações web e possui código aberto (open source).

Além dessas, ainda existem outras formas de elaborar os códigos, como .NET, ASP, Perl, Go, entre outras. 

Então, qual a melhor linguagem de programação a ser utilizada?

Agora que já sabe o que são as linguagens web, chegou o momento de escolher qual utilizar. Já que existem várias delas, você deve estar se perguntando se não existe alguma que seja a melhor linguagem de programação a ser utilizada. Entretanto, este não é um conceito que realmente existe no universo dos códigos. Isso porque a linguagem web ideal é aquela que se adequa ao tipo de projeto que está sendo desenvolvido. Inclusive, é válido ressaltar que, para cada questão que o programador encontrar, existem, também, inúmeras formas de resolver. 

Confira alguns cenários possíveis e algumas das maneiras mais comuns de tratar estas situações de desenvolvimento.

Páginas estáticas

Sabe quando você entra em uma página com conteúdo institucional — quem somos, missão e valores, produtos e serviços oferecidos, informações de contato, entre outros? Essas são consideradas estáticas porque não requerem atualizações constantes, rotatividade de dados, criação de mecanismos de visualização elaborados, ou outros recursos.

Para esse caso, o mais recomendado é utilizar ou a linguagem de programação para sites HTML ou CSS. Isso porque ambos os tipos conseguem fornecer ao profissional os elementos básicos para a criação da página, já que elas são bastante simples — muitas vezes não contam nem com arquivos de multimídia, como imagens.

Este também é o caso das landing pages, “páginas de aterrissagem”, um recurso muito utilizado pelo marketing digital para a obtenção de mais leads e aumento na taxa de conversão de um site.

Páginas com rotatividade de conteúdo

Por outro lado, há sites que precisam de configurações mais complexas para que seja possível a criação de estruturas que permitam maior rotatividade. É o caso de blogs e portais de notícia, que atualizam periodicamente e precisam de projetos que possam oferecer aos usuários formas de visualizar melhor esses conteúdos.

Nessa situação, o uso do PHP se faz mais comum. Afinal, ele permite maior dinamismo na criação de códigos e pode ser trabalhado diretamente junto ao servidor.

Aliás, este é o mesmo caso para não apenas geradores de conteúdo, mas também para lojas virtuais. Se você tem a intenção de abrir um e-commerce, essa é a melhor linguagem de programação para utilizar. Inclusive, é possível fazê-lo por meio do WordPress, já que essa plataforma faz a criação de sites com base no PHP.

Redes interativas

Você já parou para pensar qual tipo de linguagem de programação é usado para a criação de plataformas sociais de interação, como Facebook, Twitter e os serviços do Google, como YouTube e Gmail? 

Para esse tipo de projeto, utiliza-se o JavaScript. Essa modalidade é conhecida por permitir a criação de estruturas que facilitam não apenas a navegação dos usuários, mas a utlização de sistemas de redes sociais.

Aplicativos mobile

Possuir versões do site que sejam mobile friendly às vezes não é o suficiente, pois não conseguem oferecer toda a praticidade possível para aqueles que têm a tecnologia na palma das mãos. 

A criação de aplicativos é, então, uma ótima saída para melhorar a experiência do usuário e torná-lo mais próximo da marca. E, para isso, recomenda-se tanto o Java quanto o JavaScript, que são os favoritos para esse tipo de finalidade. 

Gostou de saber qual a melhor linguagem de programação para sites? Então continue lendo conteúdos como este aqui no blog da GoDaddy Brasil!

Isabela Guiaro é jornalista e Analista de Conteúdo na Agência Mestre. Pós-graduada em Globalização e Cultura, é apaixonada por estudos relacionados à cultura latino-americana e pelo idioma espanhol, além de saber até demais sobre as indústrias musical e cinematográfica da América Latina. Conecte-se com Isabela pelo Twitter.