Senhas Seguras — Como Proteger Seus Dados na Web

Seus dados valem muito!

Se você tem o costume de navegar na web, provavelmente está cadastrado em uma série de portais, e-commerces e outras plataformas do gênero, certo? Muitos deles detém informações pessoais bastante importantes, como seu endereço, dados de cartão de crédito e até mesmo número de documentos pessoais. Acho que já deu para entender um pouco porque vou falar sobre senhas seguras no artigo de hoje, não é mesmo?

Se você cria suas senhas a partir de dados como data de aniversário, número do celular, nome dos pais ou qualquer coisa tão previsível quanto, saiba que está fazendo isso errado. É claro que os sites também contam com protocolos de segurança e certificados que garantem a sua proteção, mas de nada vale se um hacker amador for capaz de descobrir sua senha com uma simples ferramenta de quebra.

Qual a importância de ter uma boa senha?

Muitos simplesmente não se importam de ter uma senha fácil de ser descoberta porque consideram banal, já que — para eles — ninguém jamais tentaria acessar suas contas de maneira indevida. Esse é o maior erro que você pode cometer na web! Seus dados valem muito, sabia? Ter consciência disso é essencial.

Use, sempre que for possível, a autenticação em duas etapas. Isso garante uma segurança muito maior! O processo deve ser ainda mais intensificado quando estamos tratando de senhas para contas de trabalho, já que provavelmente estão contidas informações relevantes para sua empresa por lá.

Você pode até achar trivial, mas a sua senha é praticamente a única coisa que protege você e seus dados de invasores.

Como criar senhas seguras

Antes de saber como criar senhas seguras, preciso dizer à vocês que não basta UMA boa senha. O ideal — e mais eficiente em matéria de segurança — é que você conte com uma palavra de acesso diferente para cada um de seus cadastros. Bom, agora vamos ao que interessa!

  1. evite sequências simples e palavras da forma que são escritas no dicionário, como “123456” ou “cachorro”;
  2. misture letras maiúsculas, minúsculas, números e símbolos;
  3. use uma frase longa e faça substituições, dessa forma é mais fácil de lembrar dela, como “S3nh4d0Bl0gDaG0daddy!”. O ponto de exclamação no final já deixa sua senha muito mais segura, além de ser um símbolo de fácil memorização;
  4. senhas longas são mais eficientes por serem mais difíceis de serem quebradas por programas.

Eu sei que pode ser bastante complicado lembrar de todas essas senhas (e anotá-las em um papel pode ser até mesmo perigoso), mas uma dica para você é que existe uma série de gerenciadores que podem te ajudar na organização de seus acessos. Porém, se optar por utilizar um desses, lembre-se de que esse cadastro deve ter a senha mais segura de todas!

Se você tem um site e quer proporcionar mais segurança para seu público, não deixe de instalar certificados SSL. A GoDaddy pode te ajudar com isso e fazer seus usuários se sentirem muito mais tranquilos e confortáveis.

Quer se manter por dentro de todas as novidades da web? Continue acompanhando o blog da GoDaddy!

Nadjine Terhoch
Jornalista e apaixonada por literatura e fotografia, Nadjine Terhoch trabalha como Analista de Marketing de Conteúdo na Agência Mestre, produzindo uma grande variedade de materiais ricos e curiosos. Já foi colunista da Revista Casa Claudia e acredita nos comércios locais e pequenos produtores de sua região, optando por apoiá-los sempre que possível. Você pode se conectar com Nadjine no Instagram (@nadjine)