Declaração da lei contra a escravidão moderna EMEA da GoDaddy

1. Introdução

A escravidão e o tráfico de pessoas permanecem uma questão preocupante na sociedade global. A GoDaddy EMEA está empenhada em impedir que os atos de escravidão moderna e tráfico de seres humanos ocorram dentro de nossa empresa e em nossas cadeias de fornecimento. A GoDaddy EMEA leva a sério sua responsabilidade em estar alerta e vigilante ao risco da escravidão moderna dentro de sua cadeia de fornecimento. Estamos comprometidos a garantir que nossos funcionários e nossa cadeia de fornecimento mais ampla estejam cientes desses riscos e compreendam como reportá-los. Um valor fundamental de nosso negócio é ter uma cultura aberta em que a equipe deve se sentir à vontade para reportar qualquer preocupação que possa ter em relação à escravidão e ao tráfico de pessoas. A fim de garantir que todos os diretores, todos os gerentes e toda a equipe fiquem à vontade ao lidar com os problemas que possam surgir, começamos a desenvolver um treinamento sobre escravidão moderna e tráfico de pessoas com o objetivo de educar nossos funcionários.

2. Estrutura e negócios

A GoDaddy é um provedor de tecnologia líder de mercado para pequenas empresas, profissionais de Web Design e indivíduos. Ela fornece produtos baseados na nuvem que são simples e fáceis de usar e atendimento ao cliente personalizado e orientado para resultados. Nós operamos o maior marketplace de domínios do mundo, em que nossos clientes podem encontrar a propriedade digital perfeita para a sua ideia. Fornecemos ferramentas de construção de sites, hospedagem e segurança a fim de ajudar os clientes a construírem e protegerem sua presença online. À medida que nossos clientes expandem seus negócios, fornecemos aplicativos e acesso a produtos relevantes de terceiros, que podem ajudá-los a conectar a seus clientes, gerenciar e expandir seus negócios e serem encontrados online. Em 31 de dezembro de 2017, tínhamos mais de 17 milhões de clientes globalmente e fornecíamos soluções localizadas em mais de 50 mercados. Aproximadamente 33% de nossas reservas totais eram atribuídas a clientes fora dos EUA.

Em 31 de dezembro de 2017, tínhamos 5.990 funcionários em todo o mundo, incluindo 3.588 em nossa equipe de atendimento ao cliente, 1.360 em tecnologia e desenvolvimento, 268 em marketing e publicidade e 774 em serviços gerais e administração. Além de nossos funcionários, há aproximadamente 1.900 especialistas em atendimento ao cliente localizados na Bulgária, na China, na Colômbia, na Índia, no México, nas Filipinas e no Reino Unido, que são empregados diretamente por parceiros de terceiros, mas que estão dedicados à GoDaddy em tempo integral. Substancialmente todos os nossos funcionários são baseados nos Estados Unidos e na Europa.

Nossas pessoas e nossa cultura exclusiva fazem parte do nosso sucesso. Nós praticamos os mesmos princípios que permitem que novas empresas sobrevivam e prosperem: muito trabalho, perseverança, determinação, obsessão com a satisfação do cliente e crença de que ninguém mais é capaz de fazer melhor. Assumimos a responsabilidade por gerar resultados de sucesso e temos compromisso com nossos clientes, que acreditamos serem um fator fundamental para impulsionar nosso crescimento de receita e clientes. Acreditamos que temos uma das marcas de tecnologia mais reconhecidas nos Estados Unidos. Para saber mais sobre a natureza do nosso negócio, visite nosso site: https://uk.godaddy.com/

A GoDaddy Inc. tem sede em Scottsdale, Arizona e vende seus produtos e serviços em toda a Europa, incluindo o Reino Unido.

3. Atualização das políticas relevantes

Nós não consideramos que trabalhamos em setores ou locais de alto risco porque a maioria de nossos produtos e serviços são online e nossos escritórios e serviços de suporte não estão localizados em locais de alto risco. A grande maioria de nossos fornecedores são organizações de serviços profissionais, financeiros, de software e de TI, incluindo bancos, advogados, contadores, consultores, seguradoras e agências de recrutamento. Outros fornecedores incluem provedores de materiais para escritório, limpeza de escritórios e provedores de gestão de outras instalações. Não obstante o risco relativamente baixo, nós compreendemos a importância de combater a escravidão e o tráfico de pessoas e estamos comprometidos em garantir que a escravidão moderna não esteja ocorrendo em nossa empresa ou nas nossas cadeias de fornecimento.

Dessa forma, recentemente atualizamos nosso Contrato global de serviços master - Código de conduta de fornecedor (“Código de fornecedor”) com a seguinte terminologia:

Mão de obra: a GoDaddy não tolerará Provedores de serviços que usem mão de obra infantil ou trabalhos forçados como escravidão, prisão ou análogo a isso. A GoDaddy não tolerará Provedores de serviços que se envolvam em tráfico ou exploração de trabalhadores de nenhuma maneira. GoDaddy Os Provedores de serviços devem no mínimo estar em conformidade com todas as leis aplicáveis pelas questões identificadas abaixo:

• Emprego escolhido livremente; contra tráfico de pessoas
• Tratamento humano
• Combate ao trabalho infantil; estágio de estudantes
• Sem discriminação
• Horário de funcionamento
• Liberdade de associação e negociação coletiva
• Salários e benefícios
• Legislação de imigração e conformidade

Além disso, o Código do fornecedor nos dá o direito de auditar e/ou inspecionar os provedores de serviços para garantir a conformidade. O Código do fornecedor também nos dá o direito de encerrar relações contratuais com fornecedores se as auditorias demonstrarem que o fornecedor não foi capaz de cumprir o Código.

Além do Código do fornecedor, a GoDaddy tem seu próprio Código de conduta, que inclui políticas e procedimentos para combater a discriminação, o assédio e definir expectativas de local de trabalho em relação ao comportamento e à conduta de funcionários. Por fim, a GoDaddy tem uma linha dedicada e confidencial para contato sobre ética em que um funcionário pode fazer uma pergunta ou reportar uma potencial violação em relação a um problema ético ou de conformidade. Essa linha de contato sobre ética é administrada por terceiros com o objetivo de manter a confidencialidade e o anonimato, quando for solicitado e permitido pelas leis locais.

4. Identificando e avaliando riscos


Durante o ano fiscal de 2018, identificamos 10 de nossos principais fornecedores do Reino Unido e enviamos um questionário com o objetivo de compreender melhor a autoavaliação de nossos fornecedores sobre problemas como escravidão e tráfico de pessoas dentro de suas organizações. Estamos analisando os resultados do questionário e usaremos as informações coletadas a fim de aprimorar os padrões e identificar áreas de maior risco, se houver. Planejamos expandir este programa de questionário para a maioria de nossos fornecedores do Reino Unido além de instituí-lo como um processo automatizado de integração de novos fornecedores em 2019. Consideramos que isso nos permitirá identificar melhor e acompanhar problemas com escravidão e tráfico de pessoas se eles ocorrerem ao longo do tempo.

5. Principais indicadores de desempenho

Com a finalidade de avaliar a eficácia de nossas medidas contra a escravidão e o tráfico de pessoas, estaremos revisando os principais indicadores de desempenho a seguir:

• Número de problemas de escravidão e tráfico de pessoas em violação do Código de fornecimento
• Níveis de treinamento de equipe

6. Treinamento


Uma parte importante de nossa estratégia de combate à escravidão e ao tráfico de pessoas é promover um intercâmbio cultural por meio do treinamento. Neste último ano fiscal, começamos o desenvolvimento de materiais de treinamento, quais equipes poderão ter acesso a: (i) aprender sobre escravidão moderna e tráfico de pessoas e (ii) entender como reportar algum problema no local de trabalho. Começaremos a entregar esses treinamentos para as principais áreas operacionais em que os riscos potenciais são mais altos (por exemplo, compras) até o final do ano fiscal de 2019. Até o final do próximo ano fiscal, continuaremos a aprimorar nossos procedimentos para nos ajudar a identificar, prevenir e mitigar qualquer risco de escravidão moderna ou tráfico de pessoas em relação a fornecedores novos e existentes.

7. Nossa declaração

Esta declaração está de acordo com a seção 54(1) da Lei de escravidão moderna de 2015 (a “Lei”) e constitui a declaração de escravidão e tráfico de pessoas da GoDaddy da EMEA (incluindo as subsidiárias relevantes aos quais a Lei se aplica) para o ano fiscal que começa em janeiro de 2018 e termina em dezembro de 2018.

Assinatura:
Irana Wasti
SVP, GoDaddy EMEA
Data: 28 de dezembro de 2018

Revisado em: A 28/12/2018
Copyright © 2017-2019 GoDaddy.com, LLC Todos os direitos reservados.